Brasil

PF cumpre mandados contra suspeitos de desvios de verbas públicas

De acordo com a polícia, os desvios ocorreram entre 2015 e 2020 de projetos que receberam mais de R$ 10 milhões de verbas públicas

diario da manha

A Polícia Federal (PF) deflagrou, nesta terça-feira, 21, uma operação que investiga desvios de verbas públicas destinadas a projetos de pesquisas científicas financiados pela Fundação de Empreendimentos Científicos e Tecnológicos (Finatec), vinculada à Universidade de Brasília (UnB), e pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Estão sendo cumpridos 11 mandados de busca e apreensão no Distrito Federal e em Minas Gerais. A suspeita é de que a fraude chegue a R$ 2 milhões.

De acordo com a polícia, os desvios ocorreram entre 2015 e 2020 de projetos que receberam mais de R$ 10 milhões de verbas públicas.

Os alvos da operação, que não tiveram a identidade revelada, usavam o dinheiro para pagamento de viagens não relacionadas aos projetos e transferiam valores para conta pessoal do coordenados de um dos programas. 

Segundo a polícia, os investigados faziam pagamentos em duplicidade a bolsistas e usavam os recursos dos projetos para financiar despesas, como pagamento de aluguel de imóvel de luxo em Brasília. Eles são suspeitos de peculato e lavagem de dinheiro e podem pegar até 22 anos de prisão.

Leia também:

Comentários