Brasil

Nossa Senhora Aparecida: Uma história de fé, devoção e milagres

Padroeira do Brasil, ela é requisitada por fiéis que precisam de ajuda em momentos de aflições

diario da manha

No dia 12 de outubro é comemorado o dia de Nossa Senhora Aparecida, Padroeira do Brasil, ela é requisitada por fiéis que precisam de ajuda em momentos de aflições.

O primeiro milagre de Nossa Senhora Aparecida foi a pesca milagrosa, quando os pescadores João Alves, Felipe Pedroso e Domingos Garcia, após muitas tentativas onde nada pescavam, pediram a intercessão da santa. Quando jogaram as redes, eles pegaram o corpo da imagem da santa sem a cabeça, numa segunda vez, veio a cabeça da imagem de Nossa Senhora Aparecida.

Após encontrar a imagem, os pescadores lançaram as redes e começaram a pescar uma grande quantidade de peixes. Eram tantos que quase afundou as embarcações, devido ao peso.

Devota de Nossa Senhora Aparecida, a dona de casa Nilma Maria Orlando Duarte, afirma que sempre recorre a santa, nos momentos de dificuldades e tribulações.

“O primeiro milagre aconteceu quando minha filha tinha 17 anos, e foi diagnosticada com câncer. E a 20/30 anos atrás, quando se falava em câncer a gente ficava apavorada. Eu tinha medo de que ela não aguentasse, não suportasse o tratamento e morresse. Eu vendo ela naquela angústia, uma menina muito nova, recém casada, pensei comigo, tenho tanta fé em Nossa Senhora Aparecida, vou pedir a ela que interceda junto à Jesus pela cura da minha filha. E foi aí que recebi o milagre e minha filha ficou bem”, relata Nilma.

Depois de receber o milagre para a filha, Nilma conta que fez uma promessa de todo ano, no dia 12 de outubro, rezar um terço em louvor a Nossa Senhora Aparecida, enquanto fosse viva e assim faz até hoje. “Daí pra cá, tudo mudou na minha vida, tudo que recorro a Nossa Senhora Aparecida, eu sou atendida”, afirma.

Nilma Maria Orlando Duarte, devota de Nossa Senhora Aparecida
Foto: Arquivo pessoal

Outro milagre que Nilma recebeu foi quando passou mal e não sabia o motivo. “Desde de o momento que comecei a passar mal eu vi que tinha uma coisa estranha acontecendo comigo, comecei a conversar com Nossa Senhora e falava que ela é minha mãe e uma mãe nunca abandona um filho. Pedi para que não me abandonasse naquele momento em que algo grave estava acontecendo”, conta.

Ao chegar no hospital, Nilma recebeu a notícia de que tinha estourado uma aneurisma na cabeça e havia outra que estava para se romper. “O tempo todo eu pedia a Nossa Senhora que não me deixasse perder a consciência, pois, tinha medo de não voltar. Eu dizia, mãe! não posso morrer, a senhora não vai me deixar morrer, interceda por mim junto à seu filho Jesus, para que eu possa sobreviver, relata.

Nilma afirma que precisou fazer duas cirurgias e ficou por 15 dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

“Uma das minhas filhas foi me visitar na UTI e levou um tercinho de Nossa Senhora Aparecida, a enfermeira colocou na cabeceira da minha cama e eu continuei rezando, porque até então, eu rezava pra ela sem o tercinho e contava nos dedos as contemplações. Hoje me considero um milagre, pois, quando voltei ao médico ele me perguntou se eu acreditava em milagre porque em todo o tempo de medicina, não tinha visto uma pessoa que chega com o quadro que eu cheguei, ficar perfeita. Ele disse que geralmente elas morrem ou ficam com graves sequelas. E por isso eu agradeço a Nossa Senhora todos os dias, porque através dela, Jesus me concede suas graças, afirma.

Altar para Nossa Senhora Aparecida na casa de Nilma, onde ela coloca flores e acende velas para louvar e agradecer a santa
Foto: Arquivo pessoal

Nilma finaliza dizendo que temos que ter fé, confiança e não perder a esperança. “As vezes o milagre demora, mas acontece. Precisamos orar e vigiar, sempre”, diz.

Veja no vídeo, quando Nossa Senhora Aparecida se Tornou Padroeira do Brasil:

Conheça a história de Nossa Senhora Aparecida:

Leia também:

Comentários