Brasil

Suspeito de mutilar, carbonizar e beber sangue de homem tentou serrar crânio da vítima

A PCDF tenta descobrir o motivo do assassinato brutal

diario da manha

Investigações apontam que André Soares Ferreira, suspeito de mutilar, carbonizar e beber o sangue de um homem, no DF tentou serrar parte do crânio da vítima e retirar a pele o rosto dele, supostamente para dificultar a identificação do corpo.

O caso aconteceu no dia 04 de outubro, na região de Samambaia Norte, no Distrito Federal. Laudos preliminares apontaram que os restos mortais analisados pelo Instituto Médico Legal (IML) e pelo Instituto de Pesquisa de DNA Forense (IPDNA) são do sexo masculino, mas ainda falta a confirmação de que os fragmentos de ossos recolhidos pela perícia são, de fato, do catador de material reciclável Antônio Carlos Pires de Lima.

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) tenta descobrir o motivo do assassinato brutal. Em depoimento André disse que teria proteção espiritual para escapar e não responder criminalmente pelo homicídio com ritual maligno. “Vamos ver quem tem mais proteção”, afirmou.

Leia também:

Comentários