Cidades

Homem é preso por racismo em Morrinhos

No grupo, o autor da injúria racial publicou duas figurinhas que mostram uma criança branca montada em uma negra como se brincassem de cavalinho mas com as seguintes frases "eu adoro negro" e "eu até comprei um"

diario da manha
Foto: Reprodução

Um homem foi preso em flagrante pelo crime de racismo na tarde desta sexta-feira (16/8) em Morrinhos, a 128 quilômetros da capital após ofender um amigo de infância em um grupo de WhatsApp.

O DM Online entrou em contato com a Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO) no município e conseguiu mais detalhes sobre o caso. Conforme as informações repassadas, na noite da última quinta-feira (15) a vítima e o autor participavam de um grupo de WhatsApp e tiveram um desentendimento entre eles.

No grupo, o autor da injúria racial publicou duas figurinhas que mostram uma criança branca montada em uma negra como se brincassem de cavalinho, mas com as seguintes frases: “eu adoro negro” e “eu até comprei um”.

Foto: Reprodução

Suspeito de racismo procurou vítima para que ela não registrasse a ocorrência

De acordo com a polícia a vítima procurou a delegacia na manhã de hoje para denunciar o caso, mas antes de ir à delegacia para registrar a ocorrência, o suspeito do crime tentou persuadir o rapaz, do qual é amigo de infância para que ele não registrasse a ocorrência, porém sem sucesso.

A polícia afirmou que a vítima chegou com o print da conversa do grupo no qual sofreu as ofensas racistas para denunciar o caso. Após registrar a ocorrência, uma equipe policial composta pelo delegado Fabiano Jacomelis e um agente da Polícia Civil, saíram em busca de efetuar a prisão do suspeito das agressões racistas.

Conforme divulgado pela polícia, o suspeito de racismo foi encontrado na sua residência por volta das 13h de hoje e preso em flagrante. Em um primeiro momento ele alegou que estava arrependido e que foi uma brincadeira de mal gosto.

A polícia afirmou que o suspeito foi identificado como V.E.H.S, de 35 anos, foi preso em flagrante pelo crime de racismo e encaminhado à delegacia da cidade e que o mesmo permaneceu calado durante o depoimento. Vale ressaltar que o crime de racismo não prevê fiança e que caso condenado o suspeito pode pegar de 1 a 3 anos de reclusão.

Segundo informações da delegacia da cidade esse não é o primeiro caso registrado no município, no ano passado um outro caso, também foi registrado em Morrinhos.

Comentários

Mais de Cidades

29 de julho de 2019 as 16:33

Nota de Falecimento

15 de maio de 2019 as 15:55

16°CRPM EM AÇÃO

15 de maio de 2019 as 15:53

CPC EM AÇÃO