Cidades

Telefonema ajudou a localizar quem estava com bebê trocado em hospital de Trindade

O casal lembrou do telefonema feito por Pauliana utilizando o celular de Aline.

diario da manha
Foto: Reprodução

Um telefonema feito por Pauliana Maciel, de 27 anos, pelo celular de Aline Alves, de 20, no dia (09/7), foi o ponto de partida para que a troca dos bebês no Hospital de Urgência de Trindade (Hutrin), começasse a ser desvendada.

As mães se encontraram em uma das enfermarias do Hutrin, e até então não se conheciam e nem imaginavam que hoje estariam morando na mesma casa, em Trindade, enquanto esperam o resultado dos exames de DNA feitos nos bebês, que podem ter sido trocados na maternidade.

Segundo o advogado de uma das famílias o resultado será revelado nesta quinta-feira (1°). A conexão entre as duas mães começou no quarto da maternidade, quando Pauliana pediu a Aline o celular emprestado para avisar ao marido que estava indo para a sala de parto.

Segundo as famílias, o registro dessa ligação foi o que ajudou a chegar mais perto de um possível desfecho dessa história. Pauliana vive com o marido, Genésio Vieira, e os filhos. É na casa do casal onde as famílias estão dividindo os dias de angústia e ansiedade, Pauliana e Aline estão dividindo as tarefas e cuidando dos dois meninos.

Genésio e Pauliana começaram a desconfiar que o filho levado para casa poderia não ser biológico, pelo fato do menino ser muito branco, com olhos claros e diferente do outro filho de um ano e cinco meses, que o casal têm. Esse motivo foi o que levou a família a fazer o teste de DNA.

O resultado do exame feito no dia (24/7), dois dias depois confirmou que os dois não eram pais do bebê. Segundo Genésio, foi a partir desse momento que ele começou perguntar a esposa quem teria dividido a enfermaria com ela.

Registro do telefonema estava no celular de Genésio

Pauliana afirma, que logo lembrou de Aline e falou para o marido que ela e outra mulher tinham sido as últimas a terem filhos naquele dia. O casal lembrou do telefonema feito por Pauliana utilizando o celular de Aline. O marido de Pauliana achou o número da jovem no registro de ligação e resolveu ligar para ela.

Genésio afirma que se apresentou para Aline como o marido da Pauliana, que tinha ficado na mesma enfermaria que ela e falou que havia acontecido um problema com eles e que, o bebê que estava com o casal havia sido trocado, porém, Aline ainda não tinha nenhuma desconfiança.

Aline e o marido, Murillo Lobo, moram em Santa Bárbara de Goiás, a 27 quilômetros de Trindade, a partir desse momento as famílias começaram trocar fotos dos bebês, e o outro casal também passou a suspeitar do possível erro do hospital e, assim como o outro casal eles procuraram a delegacia.

As coletas de amostras genéticas foram feitas na última segunda-feira (29/7). As famílias estão na mesma casa desde esse dia, mas apesar da convivência nos últimos dias, segundo as mães elas estão cuidando na maior parte do tempo, dos bebês que foram entregues a elas, mas aos poucos estão se aproximando dos outros meninos, com precaução, pois ainda não tem o resultado do exame de DNA.

Com informações do G1

Comentários

Mais de Cidades

29 de julho de 2019 as 16:33

Nota de Falecimento

15 de maio de 2019 as 15:55

16°CRPM EM AÇÃO

15 de maio de 2019 as 15:53

CPC EM AÇÃO