Cidades

Duas pessoas são presas por cárcere privado em centro de reabilitação

No local, foram apreendidos um facão, um porrete, remédios e uma lanterna de choque

diario da manha
Foto: Reprodução

A Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO), da cidade de Aragoiânia, Região Central do Estado, a 35 quilômetros da capital, prendeu duas pessoas que mantinham internos em cárcere privado, através de uma fiscalização da vigilância sanitária estadual, em um centro particular de reabilitação de dependentes químicos.

A PC investiga o cárcere privado, maus tratos, estupro e mortes. No centro de reabilitação foi confirmado falta de higiene e instalações precárias, além disso, dependentes químicos, menores de idade e pessoas com distúrbios psiquiátricos, eram colocadas no mesmo local.

Internos relatam que quando eram buscados à força em suas casas para irem para o centro, eles mantinham relações sexuais com os responsáveis do lugar. De acordo com os relatos, além de agressões físicas, choques e abuso sexuais com as internas mulheres, remédios eram manipulados sem auxílio de um profissional competente.

Três pessoas morreram no centro de reabilitação

Nos últimos dois anos, três mortes ocorreram no centro de reabilitação. As mortes também estão sendo investigadas pela polícia. No local, foram apreendidos um facão, um porrete, remédios e uma lanterna de choque. Os objetos eram utilizados para agredir as vítimas.

De acordo com a PC, duas pessoas foram presas em flagrante por cárcere privado e maus tratos. Para não atrapalhar as investigações, as identidades dos suspeitos não foram reveladas.

Comentários

Mais de Cidades

29 de julho de 2019 as 16:33

Nota de Falecimento

15 de maio de 2019 as 15:55

16°CRPM EM AÇÃO

15 de maio de 2019 as 15:53

CPC EM AÇÃO