Cidades

Presidente da Câmara Municipal de Gameleira e vereadora são afastadas do cargo

Elas foram denunciadas na semana passada, pela promotora de Justiça Mayza Torres, por terem se apropriado de dinheiro público no ano de 2009

diario da manha
Foto: Reprodução

Denunciadas pelo Ministério Público de Goiás (MPGO), a presidente da Câmara Municipal de Gameleira de Goiás, na Região Sul do estado, Márcia Souza Santos, e a vereadora Mireille Dark Santana foram afastadas de suas funções. A denúncia é pelo crime de peculato.

As vereadoras estão proibidas de frequentar as dependências do Legislativo municipal e não poderão manter contato com demais vereadores e outras testemunhas mencionadas na denúncia. A decisão é da juíza Nathália da Costa e, caso as medidas cautelares sejam desobedecidas, elas poderão ter a prisão preventiva decretada.

Elas foram denunciadas na semana passada, pela promotora de Justiça Mayza Morgana Chaves Torres, por terem se apropriado de dinheiro público no ano de 2009, quando emitiram três cheques em pagamento de parcelas de contrato de prestação de serviço jurídico.

Presidente da Câmara Municipal de Gameleira emitiu cheques no valor de R$ 2.311,39

Na época, Mireille Santana era a presidente da Casa e Márcia ainda não pertencia aos quadros do Legislativo. De acordo com o MPGO, Mireille contratou uma advogada para prestar serviços de assessoria à Câmara.

A servidora, pouco tempo depois pediu o benefício da licença maternidade no INSS, que lhe foi concedido em outubro de 2009 e, mesmo assim, a chefe do legislativo emitiu os cheques como pagamento da funcionária, no valor de R$ 2.311,39.

Além de assinar os títulos, Mirielle os endossou e os repassou à Márcia, que fez o depósito dos valores em sua conta. Após cada depósito, Márcia sacava os valores e ela e Mirielle se apropriavam do dinheiro público.

Com informações do MPGO

Comentários

Mais de Cidades

29 de julho de 2019 as 16:33

Nota de Falecimento

15 de maio de 2019 as 15:55

16°CRPM EM AÇÃO

15 de maio de 2019 as 15:53

CPC EM AÇÃO