Cidades

Cantor e esposa denunciam PM por agressão

O cantor afirma que as agressões aconteceram nos dias 3 e 4 de setembro, mas só agora ele decidiu expor o caso na tentativa de se proteger

diario da manha

O cantor Warley Carvalho e a servidora pública Deborah Coelho, esposa dele, denunciaram que foram torturados por um tenente da Polícia Militar (PM), em Senador Canedo, na Região Metropolitana de Goiânia.

O cantor afirma que as agressões aconteceram nos dias 3 e 4 de setembro, mas só agora ele decidiu expor o caso na tentativa de se proteger, porque está com medo.

De acordo com a Polícia Civil que está investigando o caso, o PM e algumas testemunhas já foram ouvidos.

Segundo o cantor, o caso aconteceu na empresa em que ele trabalha após ser chamado para conversar no último dia 3 de setembro, porque um cliente havia reclamado que uma das entregas feitas por Warley chegou com 2 mil litros de diesel a menos.

“Quando isso aconteceu todo mundo ficou desesperado pensando que iam perder cliente. A dona chamou o marido, que é tenente da PM. Eu estava na empresa aguardando, achando que iriamos conversar, mas ele já chegou me algemando com os braços para trás”, relata.

Em nota, a Transportadora Mundial, que é citada nos documentos, disse que está à disposição para prestar esclarecimentos e que “tem as provas do furto ocorrido”.

A reportagem solicitou à Polícia Militar uma nota, por e-mail e aguarda retorno.

Leia também:

Comentários