Cidades

Suspeito de sequestrar e matar suíço por causa de dívida é preso

Aristo foi assassinado à queima-roupa

diario da manha
Foto: Divulgação

O suíço Aristo Deliyannidis, de 59 anos foi sequestrado e morto a tiros à queima-roupa, em Goianésia, região central de Goiás, na última sexta-feira, 22. O suspeito do assassinato foi preso em flagrante e confessou o crime que aconteceu por conta de um suposta dívida de R$ 12 mil.

Uma equipe do Batalhão Rural da PM ouviu os tiros enquanto fazia patrulha e cadastro de uma propriedade próxima ao local. O suspeito alegou que o suíço devia o valor de um carro a ele.

Aristo foi atingido por três tiros. Ele chegou a ser socorrido, mas morreu no hospital. De acordo com a polícia, o suspeito havia saído de ônibus de Anápolis, a 55 quilômetros de Goiânia. Na rodoviária, ele pegou um moto-táxi e se dirigiu para casa do suíço.

O suspeito rendeu o suíço e o obrigou a entrar no próprio carro. alegando que o levaria para Anápolis para cobrar a dívida.

Enquanto trafegavam por uma estrada vicinal à rodovia, Aristo conseguiu puxar o freio de mão, o carro rodou e bateu em um barranco na tentativa de fugir. O suspeito, então, atirou no homem, ainda dentro do veículo e fugiu.

Ele foi encontrado em uma mata e chegou a apontar a arma e efetuar alguns disparos contra a equipe da PM. Ao perceber que não teria como fugir ele se entregou à polícia.

Leia também:

Comentários