Cidades

Estudante tem corpo queimado durante experimento escolar em Anápolis

O estado geral dela é grave e ela respira com a ajuda de aparelhos

diario da manha
— Foto: Reprodução

Nesta terça-feira (30), uma estudante em Anápolis precisou ser socorrida pelo Corpo de Bombeiros após ser atingida pós ser atingida por uma explosão durante um experimento escolar. Annelise Lopes Andrade, de 16 anos, ficou com queimaduras pelo corpo.

Adolescente foi socorrida e levada, de helicóptero, ao Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol), em Goiânia. O estado geral dela é grave, ela respira com a ajuda de aparelhos. De acordo com o Colégio Heli Alves, onde a explosão aconteceu, outros quatro alunos estavam na sala, mas não se feriram.

O coordendor do colégio, Marcos Gomes, explicou que os alunos do 2º ano pediram para ir à escola para gravar um experimento de física e química. Eles foram autorizados a usar uma sala para gravação, mas não avisaram que usariam álcool e nenhum professor ou monitor estava acompanhando a situação.

“Eles disseram que iriam gravar uma apresentação, mas não explicaram o que iriam fazer. Eles disseram que colocaram fogo ao álcool, mas que acharam que não tinha pego, por isso foram colocar mais [álcool] e houve essa explosão“, detalhou o coordenador.

Funcionários da escola ouviram os gritos da garota e a levaram-na para debaixo do chuveiro até que os bombeiros chegaram para socorrê-la. O coordenador explicou que deve consultar o sistema de câmeras de monitoramento da escola para verificar se há imagens do que aconteceu.

Leia Também

Comentários