Cidades

Acusado de matar a mãe do cantor Delino Marçal deve passar por exames de insanidade mental

A assessoria do TJ disse que não sabe informar quando esses exames devem acontecer

diario da manha
Foto: reprodução/Instagram

O processo sobre a morte da mãe do cantor gospel Delino Marçal foi suspenso após um incidente de insanidade mental. Matheus Macaubas Lima Santos, de 22 anos, foi indiciado por espancar até a morte a pastora Odete Rosalina Machado da Costa, de 79 anos, na porta de uma igreja em Goiânia. Segundo o Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO), o jovem deverá passar por uma perícia.

A suspensão da ação penal aconteceu no dia 18 de fevereiro, por uma decisão do juiz Antônio Fernandes de Oliveira. No documento, o magistrado determinou a paralisação do processo “considerando a instauração do incidente de insanidade mental.

Odete foi morta no dia 14 de janeiro deste ano, depois de ser agredida com vários golpes de um objeto de metal dentro de uma igreja da capital goiana. A Polícia Civil concluiu o inquérito no dia 25 de janeiro o jovem pelos crimes de homicídio doloso, lesão corporal e desacato. Ele foi preso em flagrante poucas horas após o crime.

A assessoria do TJ disse que não sabe informar quando esses exames devem acontecer. Não foi possível a localização da defesa do indiciado para que se posicione sobre o caso. O jovem continua preso, de acordo com informações do TJ-GO.

Segundo informações do G1

Leia também:

Comentários