Cidades

Juiz determina bloqueio de R$ 2,1 milhões de médico denunciado por racismo em Goiás

Em fevereiro deste ano, Márcio Antônio Souza Júnior filmou um caseiro negro acorrentado na cidade de Goiás, a 140 km da capital

diario da manha

O Ministério Público de Goiás (MP-GO) ofereceu denúncia e pediu um arresto, que é uma espécie de bloqueio, dos bens do médico denunciado pelo crime de racismo. Em fevereiro deste ano, Márcio Antônio Souza Júnior filmou um caseiro negro acorrentado na cidade de Goiás, a 140 km da capital.

O bloqueio foi divulgado pelo MP-GO na última quarta-feira 25. O órgão informou que, conforme a denúncia, a cena divulgada pelo médico remonta ao período escravocrata brasileiro, com a objetificação do ser humano em razão da cor da pele, da raça e da condição social.

Segundo o promotor de Justiça Leonardo Seixlack Silva, foi feito um levantamento de todos os bens do médico. A medida foi tomada, segundo o MP-GO, como forma de garantir o pagamento de uma possível aplicação de penas restritivas de cunho patrimonial e a prestação pecuniária.

Em nota, a defesa do médico reforçou o pedido de desculpas, que foi uma brincadeira de mal gosto e que não houve intenção de provocar ou enaltecer qualquer forma de discriminação. O advogado informou ainda que respeita a decisão do MP-GO, mas que vai provar que não foi intenção do seu cliente agir da forma que entendeu o promotor.

Segundo informações do G1

Leia taqmbém:

Comentários