Cotidiano

Diretora de Cmei é agredida por assessor de vereador, em Goiânia

diario da manha

A diretora de um Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) em Goiânia foi agredida na tarde desta quarta-feira (13). Keilly Mágila Gonçalves Assis Moura foi atacada depois que tentou impedir um assessor do vereador Paulo Magalhães (PSD) de fixar uma faixa no muro da instituição de ensino.

A agressão aconteceu por volta das 13 horas, no Residencial Buena Vista.

De acordo com a Polícia Militar, dois homens foram à instituição de ensino para colocar uma faixa do vereador no local. Enquanto a diretora conversava com um deles para impedir a fixação da publicidade ali, o outro a atingiu com um chute nas costas. A vítima bateu com o rosto no muro e se machucou.

Em um vídeo gravado por um dos funcionários do Cmei, é possível ver a diretora caída no chão. Ela foi ajudada por funcionários da escola. As imagens também mostram o suposto agressor, que, enquanto recolhe a faixa, afirma que estava trabalhando.

Ferimentos

Após a agressão, a vítima foi encaminhada para o Centro de Atendimento Integrado à Saúde (Cais) do Bairro Goiá. De lá seguiu para o Hospital Estadual de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol).

De acordo com a filha da vítima, Letícia Gonçalves Assis, Keilly foi submetida a exames para saber a gravidade do incidente. Ao chegar no hospital, a diretora esta com o rosto todo inchado e cortado, além disso estava com dificuldades na “fala”, disse Letícia

Após os exames no Hugol, a diretora seria encaminhada ao IML para fazer o boletim de ocorrência, segundo a filha da vítima.

Exonerado

Após a agressão, a assessoria do vereador Paulo Magalhães disse que o político já solicitou a exoneração do suspeito. Por meio de nota, o vereador afirmou que “lamenta profundamente o ato e deixa claro não compactuar com qualquer ato de violência, sobretudo, contra as mulheres”. O nome do suspeito não foi revelado.

 

Comentários

Mais de Cotidiano