Cotidiano

Homem transexual engravida para realizar sonho de ter filhos

Casados há 6 anos, Frank e Taris sonhavam em ter um filho. Após 11 inseminações sem sucesso realizadas na esposa, o homem decidiu engravidar. A filha, Antonella, deve nascer em setembro

diario da manha
Homem transexual engravida para realizar sonho de casal. Foto: Reprodução

Frank Teixeira, de 27 anos, é um homem transexual que decidiu engravidar para realizar o sonho dele e de sua esposa, Taris de Souza, de terem um filho. A filha nasce em setembro.

Há seis anos casados, o casal que mora em Itapira (SP) tentaram, por seis meses, o método de inseminação caseira – quando o sêmen do doador é injetado no útero com auxílio de uma seringa , acompanhado pelo ginecologista- em Taris.

Ao todo, só em 2018, foram 11 tentativas de inseminação em Taris, mas nenhuma delas deu certo. Vendo a situação, Frank decidiu ele mesmo engravidar para realizar o sonho.

“Fui na emoção de realizar o sonho. Não parei para pensar, fui ver só depois. Eu falei: ‘Vou tentar para não falar depois que não tentei’, mas nem esperava que desse certo e foi de primeira. Fui impulsivo, mas não tinha como voltar atrás”, comentou Frank.

Homem transexual contou que estava grávido a esposa com três semanas de gestação

Com três semanas de gravidez, ele decidiu contar a esposa. “Eu assustei, fiquei com medo, mas depois me senti muito feliz. Chorei de alegria, porque foi uma demonstração de amor muito grande”, disse Taris.

Segundo ela, sua maior preocupação foi o emocional do marido. Pois apesar dele já ter a aparência masculina, com a gravidez os seios iriam crescer.

“A maternidade é uma coisa muito feminina, o aumento dos seios e a produção do leite. Me preocupei com isso”, afirmou a esposa.

Grávido de uma menina, chamada Antonella, Frank relata que percebe grandes mudanças em seu corpo durante este processo.

Ele relata que fará cirurgia de retirada das mamas e voltará a tomar os hormônios assim que parar de amamentar.

“Eu não me olho no espelho, é difícil. É um negócio que passa rápido e nem comprei roupas. Não é meu número, nem meu estilo. Só vou renovar o guarda-roupas depois”, contou.

A família de Frank se surpreendeu com a notícia e com a decisão do filho. Segundo o casal, o apoio dos pais e irmãos dele é essencial para que ela continue a passar pela gravidez com tranquilidade.

*Com informações do G1

Comentários

Mais de Cotidiano