Brasil

Nuvem de poeira atinge interior de São Paulo

O fenômeno provocou ventos de até 92 km por hora em Ribeirão Preto e Franca, no interior de SP

diario da manha
Foto/Reprodução

Cidades do interior de São Paulo e Minas Gerais registraram no ultimo domingo (26) uma grande nuvem de poeira. O fenômeno que atingiu o interior de SP é um evento raro, causado pelo clima quente e seco, com temperaturas elevadas próximas aos 40 graus, umidade abaixo de 15%, e a chegada de uma frente de instabilidade que provocou um contraste térmico, além dos ventos fortes.

A meteorologista da Climatempo, Daniela Freitas, explica: “A tempestade de poeira ocorre quando ventos intensos levantam uma quantidade significativa de poeira do solo para atmosfera, podendo transportar essas partículas por grandes distâncias”, afirmou.

Andrea Ramos, meteorologista do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) também ressalta sobre o fenômeno que foi visto a quilômetros.

“Os redemoinhos são comuns, mas essas tempestades de areia com rajadas de vento nessa proporção não é comum. O redemoinho é só o vento com movimento rápido circular levantando a poeira do solo. “O solo estava muito seco e a areia com o movimento levantou e deu essa proporção para essas nuvens de areia”.

A previsão do tempo do Inmet indica que os próximos mês será mais chuvoso, pois, segundo a especialista, a falta de chuva foi decisiva para a formação da nuvem de poeira. Ela ainda ressalta que as condições não serão mais propícias para a formação de tempestades de areia, porque o ambiente não estará tão seco e tão quente.

Leia Também

Comentários