Cotidiano

YouTube vai banir vídeos antivacinas

Em nota, a plataforma disse que serão excluídos vídeos que aleguem "de forma falsa que as vacinas aprovadas são perigosas e que causam efeitos crónicos na saúde”.

diario da manha

O YouTube anunciou nesta quarta-feira, 29, que vai banir todos os conteúdos antivacinas. Em nota, a plataforma disse que serão excluídos vídeos que aleguem “de forma falsa que as vacinas aprovadas são perigosas e que causam efeitos crónicos na saúde”.

“Desde o ano passado, removemos mais de 130.000 vídeos por violar nossas políticas de vacinas Covid-19. Temos constantemente visto falsas alegações sobre as vacinas contra o coronavírus se espalharem pela desinformação sobre as vacinas em geral, e agora estamos em um ponto em que é mais importante do que nunca expandir o trabalho que iniciamos com Covid-19 para outras vacinas”, disse a plataforma no comunicado.

Leia também: Após 27 anos no ar, Globo cancela ‘Malhação’ e vai reformular grade

 “Serão suprimidos vídeos com conteúdos que afirmem, falsamente, que as vacinas aprovadas são perigosas e causam efeitos crônicos à saúde; que as vacinas não reduzem a transmissão ou a contração da doença ou que contém informações incorretas sobre as substâncias contidas nas vacinas, será removido”, continua a nota.

Além disso, o YouTube irá remover publicações mentirosas sobre vacinas antigas, como a contra hepatite B e a contra rubéola.

Leia também: YouTube remove 14 lives de Bolsonaro por “informações incorretas” sobre Covid-19

Comentários