Cotidiano

Sargento do Exército e PM são denunciados por estupro coletivo de uma jovem em Águas Lindas

A promotora do caso solicitou que a vítima recebesse indenização pelo ocorrido

diario da manha
Foto/Reprodução

Nesta terça-feira (09), o Ministério Público de Goiás (MPGO) denunciou à Justiça, o subtenente da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) Irineu Marques Dias e o sargento do exército Thiago de Castro Muniz, pelo envolvimentos dos dois no estupro coletivo de uma jovem de 25 anos em Águas Lindas de Goiás no dia 9 de outubro deste ano.

A jovem participava de uma festa no Bairro Parque Barragem, Águas Lindas, no dia 8 outubro quando pela manhã do dia seguinte, resolveu dormir em um dos quartos da residência. Na denuncia a vítima conta que ao se dirigir para o quarto, o policial Irineu Dias entrou no local e colocou uma arma de fogo sobre a cama em que ela estava dormindo, a fim de intimidá-la.

No relato, ele retirou as roupas dela e praticou o crime. Segundo a promotora Renata Caroliny foi iniciado uma “escala de revezamento” de estupros, praticados pelos denunciados e outros quatro homens ainda não identificados.

No âmbito da denúncia feita promotora, foi solicitado à autoridade policial a instauração de inquérito suplementar a fim de descobrir a identidade dos outros envolvido no crime. Ela também solicitou a fixação do pagamento de indenização à vítima. Os suspeitos foram conduzidos à 17ª Delegacia Regional de Águas Lindas após a denúncia da vítima e permanecem presos desde então.

Leia também

Comentários