Cotidiano

Justiça nega pedido de segredo de Justiça para promoter que agrediu a ex

Defesa entrou com pedido para processo correr em segredo, mas teve solicitação negada

diario da manha

A defesa do promoter Thayrone Magno de Oliveira Fonseca preso em flagrante por agredir a ex no último domingo, 15, entrou com um pedido junto ao Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) para que o processo caminhassem em segredo de Justiça, no entanto, o mesmo foi negado pelo TJGO.

O caso caso ganhou repercussão após um vídeo ser divulgado, e mostrar o momento da agressão do promoter a sua ex. Em seguida, ele foi preso em flagrante pela Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO0 e encaminhado para a delegacia onde foi autuado pelo crime.

Após a divulgação nos meios de comunicação e também nas redes sociais, a defesa ingressou com um pedido para que o processo seguisse em segredo de justiça. O mérito foi analisado pelo juiz Vitor Umbelino Soares Junior, que indeferiu o pedido da defesa do promoter.

Na decisão do magistrado ele ressalta que não há nada nos instrumentos de lei que possam fazer com que o processo envolvendo o promoter corra em segredo de justiça e por isso indefere o pedido da sua defesa.

Leia também:

tags:

Comentários