DM Autos

Chevrolet Tracker Premier 2022: Andamos na versão 1.0 turbo do SUV compacto

Modelo deixa de ser coadjuvante e ganha destaque no segmento com a nova geração.

diario da manha

O Chevrolet Tracker Premier 2022 foi a bola da vez no teste realizado pelo DMAutos. A versão colocada à prova tinha sob o capô o motor 1.0 turbo flex, de 116 cv de potência e que rende até 16,8 kgfm de torque. Foram 10 dias no comando do SUV compacto, rodando na cidade e na estrada com gasolina no tanque.

O Tracker da nova geração foi lançado em março de 2020 revelou-se como uma boa surpresa no segmento dos SUVs compactos. Até a chegada do novo modelo, o Tracker atuava como um mero coadjuvante na disputa do mercado entre os utilitários esportivos, segmento que “bomba” em vendas e promove uma disputa acirrada.

Voos altos

Com o lançamento do novo modelo, eis que de repente o SUV da GM começa a preocupar a concorrência. O novo Tracker fez voos altos e registrou picos de vendas que o colocou na liderança do segmento por alguns meses. Com preço reajustado em agosto, a versão Premier Turbo 1.0 passou a custar R$ 127.390.

Veja os preços de todas as versões do Tracker 2022, conforme o reajuste feito no mês passado, no final do texto.

A avanço pra cima dos adversários como o Jeep Compass, Volkswagen T-Cross, Jeep Renegade, Hyundai Creta e Nissan Kicks, foi a resposta dada com as melhorias que a nova geração do Chevrolet Tracker apresentou.

O novo e marcante visual, o acabamento interno e a estreia dos motores turbo flex 1.0 e 1.2, de três cilindros, mudou completamente sua relação com o consumidor. A GM fez as mudanças na medida do alcance dos olhos dos usuários de SUVs e hoje, com pouco mais de um ano e meio de mercado, o Tracker tem o respeito dos adversários.

Mudança radical

Vale lembrar que o atual modelo é fabricado no Brasil e não mais no México, de onde vinha quando era apenas mais um SUV no mercado. A mudança foi radical com o modelo de fabricação nacional, ao ponto de colocá-lo hoje entre os cinco SUVs compactos mais vendidos do Brasil.

O Chevrolet Tracker 2022 não é só um SUV com visual bonito e com uma mecânica com boa proposta em desempenho e baixo consumo. A pandemia que chegou junto com a nova geração do Chevrolet Tracker contribuiu para queda brusca nas vendas de automóveis no geral.

Com o Tracker não foi diferente. Certamente o SUV da GM, que vinha embalado nas vendas, teria tido resultados muito melhores e dado voos bem mais altos na preferência dos consumidores de SUVs. O modelo vinha apresentava crescimento na preferência dos consumidores e o que prometia em termos de números esbarrou na pandemia. 

Em relação à linha 2021, o modelo 2022 não apresentou mudanças estéticas. A inovação foi em tecnologia. O atual Tracker passou a oferecer pareamento com Android Auto e Apple CarPlay sem a necessidade de fio e fácil e intuitivo de operar.

Antes, era necessário a utilização de cabo. A única configuração que não recebeu o equipamento é a de entrada, equipada com  câmbio manual.

Chevrolet Tracker 2022: Atributos que valem a compra

Por todos os seus atributos, o Chevrolet Tracker 2022 é, sem dúvida, uma boa opção de compra para quem deseja colocar um SUV compacto na sua garagem.

O Tracker 2022 é comercializado em cinco versões. A de entrada é a 1.0 turbo manual, de seis marchas. Na sequência vêm a LT, LTZ e Premier com o mesmo motor turbo, porém automáticas. A versão mais completa é a Premier, equipada com motor 1.2 turbo e transmissão automática.

Novo Chevrolet Tracker Premier 2021

Durante o teste realizado pela DMAutos a versão do Chevrolet Tracker Premier 2022 1.0 turbo, abastecida exclusivamente com gasolina, registrou consumo de 11 km/l na cidade e 13 km/l na estrada. Os números são atrativos, muito mais agora quando os combustíveis estão com valores batendo lá nas alturas.

Nesse caso, ter um carro econômico nos dias atuais faz a diferença, principalmente quando esse motor oferece desempenho satisfatório na cidade e na estrada. Esse detalhe reforça a proposta do Chevrolet Tracker Premier 2022 como um SUV com boa indicação de compra.

Seu desempenho desenvolto é resultado também da harmonia entre o motor e o câmbio automático de seis velocidades, cuja suavidade nas trocas de marchas não é sequer percebida. O conjunto é bastante equilibrado e proporciona conforto na condução.

Suspensão e direção

Ouras duas boas características do Chevrolet Tracker Premier 2022. Um é o acerto da suspensão. O setor trabalha firme, sem ser rígido. É bem calibrado a ponto de passar segurança nas curvas, além de absorver bem os impactos provocados por vias e estradas mal conservadas. A direção eletricamente assistida, por sua vez, é leve, o que dispensa esforço na hora de manobrar.

A parte interna da cabine transmite sofisticação. O uso de plásticos não tira o brilho do interior pela boa qualidade do material utilizado. Os bancos revestidos em couro nas tonalidades preto “Jet Black” e azul “Captain Blue” são bem confortáveis. Não espere teto solar, pois trata-se de um item exclusivo da versão Premier 1.2 turbo.

O espaço interno é ideal para um SUV da família, como é o Tracker, graças aos 2,57 metros de entre-eixos. Entre os concorrentes, a medida é a mesma do Jeep Renegade e menor do que o do Nissan Kicks e Volkswagen T-Cross. A posição de dirigir do Tracker é elevada, característica marcante dos SUVs preferidos na hora da compra.

Porta-malas

O porta-malas do Chevrolet Tracker tem capacidade para 393 litros. O tamanho não chega a ser surpreendente, mas leva uma boa quantidade de malas e outros objetos quando a carga é bem otimizada no espaço. O bagageiro do Tracker, que reserva 36 litros extras sob o assoalho,  é maior do que o do Renegade, com capacidade para 320 litros, e do T-Cross, com 373 litros.

Com a segunda fileira dos bancos rebatida, a capacidade de carga do Tracker sobe para 1.294 litros.

Equipamentos

A versão Premier 1.0 turbo flex testada é bem completa em tecnologias oferecidas de série. Na lista estão sensor de ponto cego, alerta de colisão frontal com assistente autônomo de frenagem de emergência, seis airbags (frontais, laterais e de cortina) e alerta de ponto cego.

E mais: assistente de estacionamento, chave presencial, carregador de celular por indução, partida por botão, faróis Full LED e ar-condicionado digital, sistema start-stop, controles eletrônicos de tração/estabilidade, indicador de distância do veículo da frente e isofix para fixação de bancos infantis.

A lista de equipamentos inclui também rodas de liga leve de 17”, ar-condicionado digital, assistente de partida em aclives, coluna de direção amplamente regulável em distância/profundidade, quadro de instrumentos com tela TFT de 3,5” colorida, sensores de chuva e de estacionamento dianteiro/traseiro/laterais.

Outro atributo do Chevrolet Tracker 2022, no quesito conectividade, é o multimídia MyLink de 8”, agora compatível com os sistemas Android Auto/Apple Car Play sem a necessidade de uso de cabo. 

Ficha Técnica Chevrolet Tracker Premier 2022 1.0 Turbo Flex

Motor: três cilindros em linha 1.0, 12V, duplo comando variável, turbo, start-stop
Cilindrada: 999 cm3
Combustível: Gasolina/Etanol
Potência: 116 cv (G/E) a 5.500 rpm
Torque: 16,3 kgfm (G) e 16,8 kgfm (E) a 2.000 rpm
Câmbio: Automático (Seis marchas)
Direção: Elétrica
Suspensões: MacPherson, na dianteira, e eixo de torção na traseira
Freios: Disco ventilado na dianteira e tambor na traseira
Tração: Dianteira
Dimensões: Comprimento (4,270 m), Largura(1,791 m), Altura (1,626 m).
Entre-eixos: 2,570 m
Pneus: 215/55 R17
Porta-malas: 393 litros
Tanque: 44 litros
Peso: 1.248 kg
0-100 km/h: 11s7
Velocidade máxima: 177 km/h (E)
Consumo na cidade: 11,9 km/l (G) e 8,2 km/l (E)
Consumo na estrada: 13,7 km/l (G) e 9,6 km/l (E)

Versões e preços do Chevrolet Tracker 2022

Chevrolet Tracker 1.0 Turbo MT: R$ 99.750,00
Chevrolet Tracker LT 1.0 Turbo AT: R$ 109.290,00
Chevrolet Tracker LTZ 1.0 Turbo AT: R$ 118.490,00
Chevrolet Tracker Premier 1.0 Turbo AT: R$ 127.390,00
Chevrolet Tracker Premier 1.2 Turbo AT: R$ 136.490,00

Comentários