DM Autos

Teste: 24 km/l a bordo do Volvo XC40 Recharge Hybrid Plug-in T5 R-Design

De pegada esportiva, modelo se destaca pelo requinte, tecnologia e baixo consumo.

diario da manha

Veículos eletrificados já são uma realidade incontestável e vão aos poucos substituindo os de motor exclusivamente a combustão. Um exemplo é o SUV premium Volvo XC40 Recharge Hybrid Plug-In T5 2022.

O modelo foi cedido ao DMAutos pela fabricante, na versão mais completa, a R-Design, para teste (impressões ao dirigir estão no texto abaixo).

Cada vez mais modelos com propulsão híbrida ou puramente elétrica ganham as ruas e se tornam mais familiares aos olhos dos consumidores. Só não nos bolsos.

A nova tecnologia ainda está longe do alcance da grande maioria dos consumidores por uma razão óbvia: é cara.

Veículos com propulsor a energia, seja híbrido, híbrido plug-in ou todo elétrico, demoram um pouco ainda para entrar na garagem daqueles que até o momento só podem sonhar. A Volvo desenvolveu a tecnologia plug-in.

Tecnologia avançada

Na prática a tecnologia Plug-in é mais avançada em relação à simplesmente híbrida. Isto porque, além de recargas nos chamados Wallbox espalhados em vários locais e mesmo em casa ou no escritório, essa tecnologia da Volvo recupera energia em frenagens e desacelerações.

A tendência é que no futuro motores à combustão deixem de existir, mas por um bom tempo ainda vão continuar trocando alianças com unidades elétricas. Em um outro momento, só existirão motores 100% elétricos. Ao longo da transição irreversível, as tecnologias tendem a se tornar mais acessíveis. 

Quer um exemplo de que motores puramente elétricos serão regra no futuro? Vamos lá para a suécia, a casa da Volvo. A marca escandinava já anunciou que a partir de 2030 todos os seus veículos, sem exceção, serão totalmente elétricos. Até lá os híbridos continuarão sendo produzidos e vendidos em todo o mundo.

A Volvo, que já é reconhecida pela segurança dos seus carros, já não fabrica mais veículos somente com motor a combustão. O anúncio feito em maio último fechou de vez a exclusividade do tradicional propulsor e empregou o conjunto híbrido, com avançada tecnologia Plug-In, ou o todo elétrico. 

Somente eletrificados

Até 2025, 50% dos veículos Volvo vendidos no mundo serão híbridos plug-in e a outra metade dos chamados Pure Electric. O caminho é sem volta e os carros elétricos vão ser referência em emissões zero de poluentes quando o assunto for a preservação da natureza.

O nome Recharge adotado pela Volvo em todos os seus modelos é a marca que identifica o processo de eletrificação total da marca.

Assim, a Volvo antecipa sua contribuição com o fim da exclusividade dos motores a combustão. A marca estreou a tecnologia híbrida plug-in no Brasil com o XC90 Recharge Hybrid Plug-in T8, em 2018. Depois trouxe o Volvo XC40 com essa mesma tecnologia e hoje já comercializa no Brasil o XC40 Recharge Pure Electric, ou seja, 100% elétrico.

A Volvo, dona de 40% do mercado brasileiro entre os modelos eletrificados, quer mais. A marca passa por um processo de mudança muito grande nos seus modelos e os resultados já são sentidos no crescimento das vendas. De última colocada no segmento premium no Brasil, a fabricante sueca já é a segunda e corre atrás da alemã BMW pela liderança.

O Volvo XC40 disputa o mercado no segmento dos SUVs compactos premium com o Audi Q3, BMW X1 e X2, Jaguar E-Pace, Land Rover Range Rover Evoque e Mercedes GLA.

Volvo XC40 Recharge Hybrid Plug-in T5: Teste

O nosso foco nesta matéria, ao falar de veículos eletrificados, é trazer as impressões ao dirigir o Volvo XC40 Recharge Hybrid Plug-In T5. Andamos na versão R-Design, a mais completa da linha do modelo, que se diferencia das demais nos detalhes visuais externos e internos.

A pegada esportiva da versão avaliada é comum também às suas versões mais em conta, a de entrada Recharge Plug-in Hybrid Momentum T5 e a intermediária Recharge Plug-in Hybrid Inscription T5.

A versão R-Design, vendida atualmente por R$ 299.950, tem desenho marcante e não menos ousado, com destaque para a coluna C. As rodas de 20 polegadas dão um charme todo especial à versão, assim como pintura em dois tons, com o teto na cor preta, que dá um toque a mais de esportividade.

Por qualquer ângulo que se olha, o XC40 R-Design chama a atenção pela beleza e robustez das suas linhas. O menor e mais barato SUV da linha Volvo é primoroso no conforto, o que faz a diferença no uso diário.

Acabamento impecável

O acabamento é impecável e o detalhe em alumínio “Cutting Edge” no painel e nas portas é de muito bom gosto. Destaque também para a acústica interna, sem ruídos vindos do exterior.

Os bancos mesclam couro e Nubuck, tecido de textura extremamente macia e confortável. O espaço interno é generoso, com medidas que permitem aos passageiros conforto semelhante à de um sedã. O XC40 híbrido tem dimensões semelhantes à do Jeep Compass. Mede 4.425 mm de comprimento, 1.863 de largura (contando os retrovisores a medida é de 2.034 mm), 1.652 de altura e 2.702 mm de entre-eixos.

A lista dos itens de conforto e comodidade inclui ainda banco dianteiros com regulagem elétrica e lombar, sendo que o do motorista pode ser configurado por memória.

Conta ainda com ar-condicionado digital Dual Zone, com Clean Zone, teto solar panorâmico elétrico, LCD de 9 polegadas touch screem e sistema antirreflexivo, painel de instrumentos digital personalizável, com 12,3 polegadas.

Itens de segurança

O XC40 R-Design é um legítimo Volvo quando o assunto é segurança. O modelo dispõe de airbags frontais e laterais, joelho e cortina, bem como alerta de colisão frontal e traseiro.

A lista conta ainda com sistemas de frenagem automática, de alertas de ponto cego, com Cross Traffic Alert, de mudança de faixa, com assistente de direção, de proteção contra impactos laterais, de proteção contra lesões na coluna cervical e de proteção em saída de estrada.

Ainda na lista dos equipamentos de segurança estão assistente de partida em aclive e declive e de descidas íngremes, câmera traseira de estacionamento, sensores de estacionamento traseiro e dianteiro, modos de condução, controle de cruzeiro adaptativo, Pilot Assist e Senss Connect.

Com capacidade para 452 litros, o porta-malas tem abertura e fechamento elétrico com função Hands-Free.

O sistema de iluminação traz faróis Full LED com nivelamento automático, luzes direcionais ativa e função anti-ofuscante. Os faróis de neblina também são em LED.

A versão R-Design do XC40 eletrificado é completa nos quesitos de áudio e navegação, contando com, dentre outros itens, Apple CarPlay e Android Auto, duas saídas de USB na dianteira e duas na traseira, além de bluetooth e carregador de celular por indução.

O sistema de áudio disponível, com tecnologia Woofer Air, é da marca premium Harman Kardon e conta com 13 alto-falantes com subwoofer, com 660 Watts.

Motor

A tecnologia híbrida do XC40 tem como conceitos primordiais o foco na redução de emissão de poluentes na natureza e o baixo consumo de combustível.

O modelo avaliado pelo DMAutos pratica muito bem o que a Volvo quer. É consideravelmente econômico, seja qual for o modo de condução. Na soma das potências do motor da combustão e da unidade elétrica o XC40 híbrido rende 262 cv e 43,3 kgfm de torque.

No modo combinado, quando o motor T5, ou seja, o 1.5 Turbo de três cilindros e 180 cv e 27 kgfm de torque, atua em conjunto com a unidade elétrica de 82 cv e 16,3 kgfm de torque, o consumo urbano gira na casa dos 24,5 km/l.

A média de consumo rodoviário fica um pouco abaixo – 22,3 km/l –  pelo fato de o motor a combustão ser mais acionado por conta das acelerações mais altas.

No modo 100% elétrico, o SUV roda até 44 km, o que permite o condutor fazer o trajeto de ida e volta do trabalho, numa distância de até 40 km, sem gastar uma gota de gasolina.

O carregamento pode ser feito entre 3 e 9 horas, dependendo do tipo de carregador usado (se ele for conectado à rede elétrica doméstica leva mais tempo)

A velocidade máxima para a operação do motor elétrico é de 120 km/h. Acima disso o motor a combustão assume de forma automática e exclusivamente a propulsão.

Além de rodar com os dois motores, o XC40 Hybrid Plug-in T5 pode ser conduzido também somente com o motor a combustão ou com o elétrico.

Quer outra boa referência de consumo do XC40 Hybrid Plug-in? Olha só. Mesmo rodando somente com o motor T5 no modo a combustão, a gasolina, o modelo é bastante econômico fazendo até 11,8 km/l na cidade.

Volvo XC40 Recharge Hybrid Plug-in 2022 – ficha técnica

Motor: Recharge Hybrid Plug-In
Tipo: Dianteiro, Transversal e Híbrido
Número de cilindros: 3
Cilindrada em cm3: 1.477
Válvulas: 12
Taxa de compressão: 10,5:1
Injeção eletrônica de combustível: Direta
Potência Máxima: 180 cv a 5.800 rpm + 82 cv do motor elétrico = 262 cv
Torque Máximo: 27 kgfm a 1.500 rpm + 16,3 kgfm do motor elétrico = 43,3 kgfm
Transmissão: Automática de 7 marchas
Tração: Dianteira
Freios: Discos ventilados (dianteira) e sólidos (traseira)
Direção: Elétrica
Suspensão: Independente McPherson na dianteira e Independente multibraço na traseira
Rodas: De 19 a 20 polegadas
Pneus: 235/50 R19 a 245/45 R20
Dimensões: Comprimento total (4.425 mm), Largura (1.863 mm), Altura ( 1.652 mm), Entre-eixos (2.702 mm)
Capacidade de carga: 517 kg
Tanque: 48 litros
Peso vazio em ordem de marcha: 1.871 kg
Peso bruto total: 2.388 kg
Coeficiente de arrasto: 0,37 Cx

Comentários