DM Autos

Sandero RS 2.0 sai de cena com kit Finale para ultimas 100 unidades

Hatch esportivo ganha itens exclusivos nas últimas unidades produzidas no Brasil

diario da manha

A Renault preparou um kit especial chamado “RS Finale” destinado para as 100 últimas unidades produzidas do Sandero RS 2.0. Os compradores do emblemático modelo receberão itens exclusivos como um pôster no estilo blueprint do esportivo, bem como itens da griffe R.S. – boné, chaveiro, squeeze e carteira.

Além destes itens, o kit trará uma plaqueta de metal numerada, para ser afixada no console central, identificando que aquele RS é um dos últimos produzidos, tornando o modelo ainda mais exclusivo.

Megane Finale R.S. 275

O nome Finale já foi adotado pela Renault em uma edição final do Megane R.S. 275. Os kits “RS Finale” serão entregues pela Renault para as 100 últimas unidades produzidas, diretamente para o cliente, após a aquisição do veículo.

“O Sandero RS 2.0 é um carro emblemático para a Renault do Brasil e possui uma legião de fãs apaixonados pelo modelo. Por isso, preparamos uma despedida especial para encerrar o ciclo de produção do esportivo”, conta Bruno Hohmann, vice-presidente comercial da Renault do Brasil.

Desenvolvido pela Renault Sport, em conjunto com as equipes de design e engenharia da América Latina, o Sandero RS 2.0 é um legítimo esportivo. O hatch esportivo se destaca por sua capacidade de proporcionar sensações esportivas desde o primeiro toque no acelerador, além de muito prazer na utilização diária.

Com motor 2.0 aspirado, que entrega 150 cv e 20,9 kgfm com etanol, associado a um câmbio manual de 6 velocidades com relações curtas para maior esportividade, o “hot hatch” atinge a velocidade máxima de 202 km/h e vai de 0 a 100 km/h em apenas 8,0 segundos, chegando a 1.000 m em 29,4 segundos com o veículo parado.

Equipamentos

Além do kit R.S. Finale, o modelo traz de série sensor de estacionamento, câmera de ré, ar-condicionado automático, abertura elétrica do porta-malas, multimídia Media Evolution com Apple CarPlay e Android Auto, direção eletro-hidráulica, retrovisores elétricos, comando de satélite no volante, quatro airbags, controle eletrônico de estabilidade (ESP) com auxílio de partida em rampa (HSA)%uFEFF, Isofix, travamento automático das portas a 6 km/h, indicador de troca de marcha, bancos revestidos em tecido, luzes diurnas em LED, volante com revestimento premium, lanternas traseiras com assinatura em LED e rodas de liga leve de 17 polegadas diamantadas.

O Sandero RS 2.0 foi lançado no mercado em 2015 e logo se tornou um esportivo desejado por quem busca um carro divertido e prazeroso de dirigir. Ao longo de sua trajetória no Brasil, teve mais de 4.600 unidades produzidas bem como teve séries limitadas desejadas, como a Racing Spirit, lançada em 2017.

Sandero RS 2.0

A paixão pelo modelo também foi expressa pelos seus proprietários em diversos track days promovidos pela Renault ao longo de sua trajetória. Em 2018, no RS Track Day, ocorrido no Autódromo de Interlagos, 192 unidades do Sandero RS 2.0 foram reunidas, tornando-se o maior encontro de modelos da Renault Sport já feito no mundo.

“A história do Sandero RS 2.0 chega ao fim, mas a esportividade e a paixão pelas pistas seguem no DNA da marca Renault em ações, como, por exemplo, o fornecimento dos motores E-Tech para a equipe Alpine F1 Team, também pertencente ao Renault Group”, complementa Hohmann.

Comentários