DM Autos

Honda CB 500F e CB 500X 2023 aperfeiçoam a ciclística

Modelos chegam às revendas em maio com a preços sugeridos de R$ 39.100 e R$ 41.600

diario da manha
Honda CB 500X 2023

As Honda CB 500F e CB 500X, que estrearam no mercado em 2014, chegam à linha 2023 renovadas na parte ciclística. Os modelos começam a chegar nas revendas da marca em maio chegam às revendas da marca em maio com preços sugeridos de R$ 39.100 e R$ 41.600.

Na Naked Honda CB 500F serão disponibilizadas as cores vermelho, prata metálico e cinza fosco, enquanto a aventureira CB500X terá, além do vermelho e do prata metálico, o verde fosco.

Honda C 500F 2023

Na atualização, as duas versões preservam o motor bicilindro DOHC de 471 cc e arrefecimento a líquido. No âmbito da ciclística, novidades técnicas posicionam a experiência de pilotagem de ambas em um degrau acima do já elevado patamar dos modelos anteriores.

Destaque nas novas CB 500F e CB 500X é a adoção da suspensão dianteira invertida Showa de 41 mm de diâmetro do tipo SFF-BP USD. A evolução é importante porque vem acompanhada do aperfeiçoamento na frenagem dianteira. Trata-se de um par de discos tipo Wave de 296 mm de diâmetro em substituição ao disco simples de 310 mm, também tipo Wave.

Redução de peso

A redução de peso nas rodas e novos cálipers de freio — de quatro pistões e fixação radial na CB 500F, de dois pistões e fixação axial na CB 500X — permitiram incrementar a segurança e a maneabilidade dos modelos.

Estes aspectos foram favorecido também pela balança de suspensão traseira redesenhada, novo ajuste do conjunto mola-amortecedor traseiro e diferente distribuição do peso entre roda dianteira e traseira.

Honda CB 500X 2023

A iluminação full-LED teve o farol dianteiro de ambas CB 500 aperfeiçoado visando uma melhor distribuição do facho de luz baixo e alto.

Acompanham o conjunto novos piscas dianteiros, mudanças estas complementadas por cores inéditas para a naked CB 500F e aventureira CB 500X. O chassi de tubos de aço de 35 mm permaneceu inalterado tanto na CB 500F como na CB 500X.

O funcionamento da suspensão SFF-BP — Separated Function Fork Big Piston, tem a vantagem — como o próprio nome indica — de separar as funções em cada um dos lados da suspensão dianteira.

A função de amortecimento hidráulico (Big Piston) está localizada em uma bengala de suspensão enquanto na outra fica o mecanismo da mola. Com isso a reação do sistema às imperfeições do piso foi apurada, o que se traduziu em melhoria da pilotagem.

Honda CB 500F 2023

Na suspensão traseira, o conjunto único de mola-amortecedor continua com cinco níveis de regulagem na carga da mola. Seu ajuste, porém, foi modificado para melhor se adequar à nova suspensão dianteira e balança de suspensão traseira redesenhada, que agora dispõe de travessa de reforço transversal.

Suspensão traseira

A nova balança de suspensão traseira está mais leve pela alteração no material empregado:  chapa de aço de espessura de 2 mm (em vez de 2,3 mm). Apesar do menor peso, a balança de suspensão traseira está mais resistente à torção, mas com maior flexibilidade lateral o que permitiu melhora na maneabilidade.

Na CB 500F as novas rodas, agora mais leves, tem cinco raios em formato de Y e são calçadas com pneus 120/70-ZR17 na dianteira e 160/60-ZR17 na traseira. Na CB 500X apenas a roda dianteira, agora mais leve graças a adoção de raios mais estreitos, foi modificada para poder receber o par de discos de freio de 296 mm de diâmetro que substituíram o disco único de 310 mm.

Importante ressaltar que o pequeno aumento de peso resultante da troca do disco simples pelo par de discos foi plenamente compensado pela redução de pressão exigida na alavanca do freio.

Honda CB 500X 2023

A roda dianteira de menor peso também reduziu a massa não suspensa, beneficiando a maneabilidade. Em relação aos pneus da CB 500X, permaneceram os modelos mistos on-off, sem alterações nas medidas, 110/80-R19 na dianteira e 160/60-R17 atrás.

A Honda onda HHCB 500F 2023 traz frenagem com dois cálipers Nissin de quatro pistões e fixação radial, um conjunto ideal para uma naked leve, compacta e agressiva, de excelente desempenho dinâmico.

Na Honda CB 500X a opção foi por duas cálipers Nissin de pistão duplo e fixação axia. O sistema é mais consoante com as necessidades de frenagem de um modelo de uso rodoviário e em pisos de baixa aderência.

Eixo dianteiro

Na Honda CB 500F houve leve incremento na massa que grava sob o eixo dianteiro. O percentual de distribuição de peso agora passou a ser de 49,7% na dianteira e 50,3% na traseira (antes 46,8/53,2%).  A distância entreeixos permaneceu em 1.409 mm e o cáster e trail são de 25,5º e 102 mm respectivamente.

Na CB 500X a distribuição de peso entre roda dianteira e traseira também foi levemente modificada. Agora o percentual entre frente e traseira é de 48,7/51,3% (antes 48/52%). A distância entreixos permaneceu de 1.443 mm, com cáster e trail de 27,5º/108 mm.

A natureza agressiva da naked CB 500F foi exaltada com o novo farol dianteiro, agora com LEDs mais potentes assim como os piscas dianteiros. O posicionamento do painel Blackout LCD, o assento baixo, a apenas 789 mm do solo, as novas pedaleiras de alumínio e o guidão cônico resultam em uma postura do piloto que favorece a pilotagem agressiva.

O desenho interligado das aletas laterais ao tanque, que com 17,1 litros de capacidade proporciona autonomia superior a 450 km, dá total destaque ao motor, enquanto as tampas laterais formam um conjunto com o assento que ressalta o estilo anguloso e muscular. O compacto para-lamas dianteiro deriva diretamente do que equipa a CB 650R.

Honda CB 500X 2023

O novo farol, de LEDs mais potentes, assim como os piscas, resulta em melhoria da visibilidade. O banco, situado a 834 mm do solo, tem conformação que favorece a movimentação do condutor e o alcance dos pés no solo, e também ajuda nas manobras de estacionamento o amplo ângulo de rotação do guidão, de 76º de batente a batente.

Na CB 500X a capacidade do tanque de combustível, de 17,7 litros, o que permite autonomia próxima aos 480 km.

Honda CB 500F e CB 500X: Motor

O bicilindro paralelo arrefecido a líquido que equipa as Honda CB 500F e CB 500X é um DOHC (duplo comando de válvulas no cabeçote). Nele, o acionamento das quatro válvulas de cada cilindro se dá por meio de balancins roletados. Os comandos, por sua vez, são movimentados por corrente com tratamento da superfície em Vanádio, que garante maior durabilidade.

O novo ajuste do sistema de injeção PGM-FI melhorou a sensação de torque e o caráter do motor sem comprometer o desempenho. A potência e o torque máximo permaneceram inalterados: 50,2 cv a 8.500 rpm e 4,54 kgf.m a 7.000 rpm.

O mesmo acontece com relação às medidas fundamentais, diâmetro e curso de 67 x 66,8 mm e a capacidade cúbica é de exatos 471 cc. A taxa de compressão é de 10,7:1 e o virabrequim tem moentes a 180º, com eixo balanceiro posicionado na parte de trás dos cilindros.

O formato dos pistões foi cuidadosamente projetado para redução de ruído em altas rotações. O atrito foi reduzido por estrias na saia dos pistões, que aumentaram a área da superfície e ainda favoreceram o acúmulo do óleo para melhor lubrificação.

Câmbio

A caixa de câmbio de seis marchas é gerenciada por uma embreagem assistida e deslizante, o câmbio tem seis velocidades e a transmissão final é por corrente vedada tipo 520. Fixado ao chassi de arquitetura tipo Diamond por quatro pontos de ancoragem, o motor é elemento estrutural, contribuindo para a rigidez do conjunto e consequente maneabilidade.

Honda CB 500F 2023

Comentários