DM Autos

Jeep Renegade 2022: motor 1.3 turbo faz a diferença no SUV compacto

Impressões ao dirigir a versão Longitude equipada com o novo motor T270 de 185 cv.

diario da manha

O Jeep Renegade 2022 trouxe mudanças pontuais no visual externo e ganhou novos itens de segurança, além da nova versão Série S. Contudo, o que o modelo queridinho do consumidor apresenta como maior destaque é o motor 1.3 turbo flex, de 185 cv de potência, batizado de T270.

Recém-lançado pela Stellantis, o motor turbo que etá sob oi capô do Renegade 2022 estreou no Jeep Compass, chegou na picape da Fiat, a Strada, e também no outro Jeep, o Commander.

O novo Jeep Renegade tira da linha o motor 2.0 Turbodiesel e aposenta o superado 1.8 E.torq Flex, substituídos pelo 1.3 turbo em toda a linha. Esse novo propulsor trabalha associado às transmissões automáticas de 6 e 9 marchas.

O fim do motor turbodiesel na linha foi uma estratégia da marca, mas com relação ao 1.8 aspirado a sua aposentaria era um desejo do consumidor. A linha 2022 do Renegade é vendido nas versões Sport, Longitude, Série S e Trailhawk.

Em rápidas pinceladas, veja o que muda no visual externo do Jeep Renegade 2022. As mudanças foram bem discretas. Na frente, o para-choque foi prolongado e a icônica grade com sete barras ficou mais robusta. Os faróis são Full LED.

Traseira

Na parte traseira, as lanternas Full LED também receberam lentes redesenhadas, criando uma harmonia de visual mais prazeroso com o design traseiro. O modelo também traz mudanças na lateral com novas rodas de 17” e 19” e retrovisores.

Por dentro, o Renegade 2022 chama a atenção logo ao primeiro olhar, com destaque para o volante redesenhado, o mesmo do Compass e Commander, e adornado pelo badge Jeep. O novo apoio de braço central soma mais um easter-egg para os fãs do Jeep Renegade, assim como os do Commander.

O Renegade sempre esteve nas posições de destaque em vendas no seu segmento. O modelo já se acostumou a ser líder na preferência dos consumidores.

As mudanças pontuais no visual e a renovação interna deram um up-grade ao SUV compacto, mas nada que se compare com a chegada do motor 1.3 turbo flex à linha.

A Jeep cedeu ao DMAutos para avaliação a segunda versão de entrada da gama, a Longitude, vendida hoje por R$ 141.990. (Impressões ao dirigir você lê abaixo).

Motor T270

O motor T270 é comum à todas as versões, mas a Longitude e a de entrada, a Sport, são equipadas com a transmissão automática de seis marchas, identificada pela sigla AT6. As versões mais completas Série S e Trailhawk utilizam a transmissão de nove marchas, a AT9.

É o motor turbo mais potente do segmento. Com gasolina a potência é de 180 cv e de 185 cv com etanol. O toque é o mesmo de 27,5 kgfm a partir de 1.750 rpm.

Nas versões Sport e Longitude a tração é 4×2 e 4×4, com reduzida, nas versões Série S e Trailhawk. Fabricado sobre plataforma Small Wide, o novo Jeep Renegade ficou mais seguro.

O modelo traz seis airbags de série, chegando a sete nas versões 4×4. O SUV conta ainda com a maior gama de equipamentos de segurança ativa de série desde a versão Sport.

As versões 4×4 do Renegade possuem até cinco modos de condução, que ajustam os parâmetros do motor, câmbio e bloqueio de diferencial traseiro conforme o tipo de piso e desejo do motorista. São eles: Auto (Automático), Sport (Esportivo), Snow (Neve, recomendado para pisos muito escorregadios), Sand/Mud (Areia/Lama) e Rock (Pedra) – este último é exclusivo da versão Trailhawk.

O pacote fora de estrada é complementado pelas funções 4WD Low, que prioriza as relações mais curtas do câmbio automático, e o 4WD Lock, que faz o bloqueio do diferencial traseiro. Além do Hill Descent Control, capaz de manter automaticamente a velocidade do veículo mesmo em descidas íngremes.

Fora-de-estrada

Mesmo as versões 4×2 oferecem vantagens para o uso fora-de-estrada. É que agora o modelo chega de série com o Jeep Traction Control +, sistema de controle de tração que atua em condições em que o veículo tenha piso de baixa aderência com o solo em uma das rodas. Ele aplica torque de frenagem na roda que está escorregando e transfere o torque para outra que esteja em contato com o piso.

Outro item de série nas versões 4×2, o modo Sport permite que o motorista aproveite ainda mais toda a performance do motor T270 já que habilita uma calibração diferenciada. O sistema permite trocas de marchas mais rápidas, as quais passam a ser realizadas em rotações mais altas.

Nele, parâmetros como peso da direção, tempo de resposta do acelerador e mapa das trocas de marcha são ajustados para que o condutor aproveite os 185 cv e 270 Nm de torque em qualquer situação.

Segurança

Todas as versões são equipadas com diversos itens de segurança e auxílio à condução. O destaque fica pela frenagem autônoma de emergência (AEB), que faz um monitoramento contínuo do tráfego à frente. Outros itens são o detector de fadiga, o monitor de ponto cego e o aviso de tráfego traseiro, itens também indispensáveis num modelo do patamar do Renegade.

Para completar, o modelo ainda pode receber faróis com comutador automático do facho alto (AHB), e sistema de estacionamento automático Park Assist. Vale dizer que este último, AHB e BSM são de série nas versões Trailhawk e Série S.

Além de todas essas tecnologias autônomas, o novo Jeep Renegade traz quadro de instrumentos com opção Full Digital de 7” com tela customizável que pode ser ajustada conforme o desejo do motorista. Nele é possível ver parâmetros como pressão do turbo, percentual de potência enviada às rodas e até a força G.

O Renegade traz ainda sistema multimídia com tela de até 8,4 polegadas com integração sem fio para Android Auto e Apple CarPlay, além de carregador de celular por indução com novo resfriamento pela saída de ar-condicionado direcionada, evitando superaquecimento comum nesse tipo de dispositivo.

Outros passageiros ainda podem carregar seus smartphones por meio das três entradas USB, sendo uma do tipo A e uma do tipo C no console central na frente e uma do tipo A para os passageiros do banco traseiro. Isso permite que o usuário possa usar o cabo mais adequado ao seu aparelho, sem a necessidade de adaptadores.

Renegade 2022: Versões e equipamentos

O Jeep Renegade traz de série em todas as versões controle de estabilidade e tração, assistente de partida em rampa, sistema multimídia com integração Android Auto e Apple CarPlay sem fio, faróis Full LED, frenagem autônoma de emergência, alerta de manutenção e assistente de faixa, detector de fadiga, leitor de placas e seis airbags.

Renegade Sport

A versão Sport vem de fábrica agora com seis airbags, controle de estabilidade e tração, Traction Control +, modo Sport, faróis Full LED, frenagem autônoma de emergência, alerta e assistente de manutenção de faixa, detector de fadiga, leitor automático de placas, três conectores USB (sendo um do tipo C), rodas de liga-leve de 17”, start-stop e bancos com forração exclusiva.

Além disso, traz freio de estacionamento eletrônico, quadro de instrumentos com tela de TFT customizável, ar-condicionado, sistema multimídia de 7” com Android Auto e Apple CarPlay sem fio, piloto automático e limitador de velocidade ajustável, como opcional, é possível incluir o Pack Exclusive, composto por rodas de 18” e bancos em couro.

Renegade Longitude

A Longitude, que o DMAutos avaliou, inclui todos os itens da Sport e ainda borboletas para trocas de marcha no volante, sistema multimídia de 8,4” também com Android Auto e Apple Carplay sem fio, faróis de neblina em LED, quadro de instrumentos Full Digital com tela de 7” e carregador de celular sem fio.

Conta também com ar-condicionado automático digital de duas zonas e rodas de liga-leve de 18” e bancos em couro em preto. O cliente pode agregar como opcional banco em couro na cor marrom.

Renegade Série S

A Série S, inédita na gama tem todos os equipamentos do Longitude e agrega ainda tração 4×4 com bloqueio eletrônico de diferencial, seletor de terreno com quatro configurações, modo 4×4 Low, controle eletrônico de descida Hill Descent Control e sete airbags (incluindo um para o joelho do motorista).

Tem também bancos em couro, abertura/fechamento do veículo e partida do motor sem chave, rodas de 19” de liga-leve, comutação automática do farol alto, assistente de estacionamento automático Park Assist, detector de tráfego traseiro e monitor de veículos no ponto cego. Como opcional, é possível o cliente optar por teto solar elétrico panorâmico.

Renegade Trailhawk

A versão mais completa da gama, a Trailhawk,com visual exclusivo, soma os itens da Série S, como rodas de 17” de liga-leve, pneus de uso misto exclusivos da versão e suspensão elevada, além de proteções off-road para cardan, câmbio e tanque de combustível, e o selo Trail Rated, que assegura sua aptidão para as trilhas mais exigentes.

O quadro de instrumentos digital de 7” tem uma animação exclusiva. Os bancos são em couro, com costura vermelha, mesmo tom dos acabamentos dos alto-falantes e saídas de ar-condicionado laterais.

O seletor com cinco modos de condução inclui a exclusiva configuração Rock (pedra), ideal para encarar grandes obstáculos, algo possível graças aos ângulos off-road extremos: são 30º de ataque, 22º de rampa e 32º de ângulo de saída. Ainda é possível adquirir como opcional teto solar elétrico panorâmico.

Jeep Renegade 2022: Versões e preços

Jeep Renegade Sport T270 Turbo Flex AT6 – R$ 127.490
Jeep Renegade Longitude T270 Turbo Flex AT6 – R$ 141.990
Jeep Renegade S T270 Turbo Flex AT9 4×4 – R$ 167.490
Jeep Renegade Trailhawk T270 Turbo Flex AT9 4×4 – R$ 175.290

Teste

Comprar um Renegade 2022 é ter não só um carro de visual agradável, com bom espaço interno (só não espere um porta-malas de tirar o fôlego), confortável e prazeroso de dirigir. É também poder dizer em alto em bom tom que tem o SUV mais potente do mercado no seu segmento. Os investimentos que a Jeep fez no seu modelo compacto garantiram um novo momento para o Renegade.

O novo motor T270 melhorou de forma significativa o desempenho do Renegade. Isso é fato. O propulsor 1.8 que o modelo trazia sob o capô nas versões flex era não só gastador, mas um tanto preguiçoso.

Mas não dá para jogar toda a culpa no coitado do aposentado 1.8. Deve-se levar em conta o peso de 1.480 kg da versão Longitude do SUV, na sua linha anterior. Na linha atual o Renegade Longitude perdeu miúdos 4 kg.

Rodando na cidade com o Jeep Renegade Longitude 4×2 o consumo, com etanol no tanque, ficou na casa dos 6,7 km/l. Não dá mesmo para esperar consumo menor para um SUV que continua pecando pelo peso ainda longe do ideal.

Ainda assim um consumo relativamente baixo. Na rodovia, o modelo registrou 9 km/l, o que pode ser considerado bom em se tratando de etanol no tanque, reconhecidamente com uma queima de 30% maior num comparativo com a gasolina.

O Jeep Renegade 2022 chegou à linha 2022 com recheio de equipamentos e fez do motor 1.3 turbo flex sua grande aposta. Esse novo propulsor tem a missão de fazer bonito como substituto do 1.8 aspirado, de 139 cv, e de fazer o consumidor do Renegade esquecer o elogiado 2.0 turbodiesel, de 170 cv.

A versão Longitude avaliada, que combina o motor 1.3 turbo com a transmissão automática de seis marchas e tração 4×2, traz faróis full-LED, frenagem automática de emergência, assistente de centralização de faixa, quadro de instrumentos digital e central multimídia de 8,4 polegadas com integrações sem fio para Android Auto e Apple CarPlay. Faltaram itens simples como sensor de luz ou acesso por chave presencial e partida por botão. Não são oferecidos sequer como opcionais.

Caso o comprador faça questão desses itens terá que partir para a compra da versão acima, levando para sua garagem a Série S. Para tanto, terá que gastar R$ 27 mil a mais, mas salta para o Renegade com tração 4×4 e transmissão de nove marchas.

Aceleração

O Jeep Renegade 2022 renovou seu fôlego. O SUV  leva 8,6 segundos para acelerar de 0 a 100 km/h com o motor 1.3 turbo flex, de 185 cv e 27,5 kgfm de torque. Muito superior aos 12,7 segundos de aceleração do antigo motor 1.8. São 46 cv e 8,3 kgfm de potência e torque a mais.

Outra vantagem é que o torque máximo é entregue em um regime mais baixo de rotações: 1.750 rpm, contra 3.750 rpm de antes. O resultado é um Renegade mais ágil.

Quem está na condução do Renegade sente agora a força do motor turbo nas ultrapassagens. As respostas são imediatas e traz segurança. O SUV tem comportamento dinâmico mito eficiente, sendo este um dos pontos fortes do Jeep. A suspensão traseira multilink é um diferencial em uma categoria onde predomina o eixo de torção.

O novo Renegade 2022 mede 2,57 metros de entre-eixos. Mesmo sedo uma medida acanhada, o SUV oferece bom espaço interno e com um a vida a bordo bastante confortável. O porta-malas, então com 320 litros, saltou para 385. Perde longe para concorrentes com cerca de 430 litros, como o Hyundai Creta e Nissan Kicks.

Jeep Renegade Longitude: Ficha técnica
Motor: Dianteiro, transversal, 4 cilindros em linha, 1.3, 16V, turbo, injeção direta, flex
Potência: 185 cv a 5.750 rpm
Torque: 27,5 kgfm a 1.750 rpm
Câmbio: Automático, 6 marchas, tração dianteira
Direção: Elétrica
Suspensão: Independente, McPherson (diant.) e multilink (tras.)
Freios: Discos ventilados (diant.) e sólidos (tras.)
Pneus: 225/55 R18
Tanque: 55 litros
Porta-malas: 385 litros (fabricante)
Peso: 1.476 kg
Central multimídia: 8,4”., sensível ao toque, compatível com Android Auto e Apple CarPlay sem fio
Dimensões: Comprimento: 4,27 m, Largura: 1,80 m, Altura: 1,70 m, Entre-eixos: 2,57 m

Comentários