Entretenimento

Cantora Juliana Bonde diz ter perdido quase tudo após casa assaltada: "Fui ameaçada de morte"

"Graças a Deus, o pior não aconteceu. Só quero ajuda, quero socorro, quero voltar a viver”, disse.

diario da manha

A cantora e influencer Juliana Bonde, vocalista do Bonde do Forró, publicou nas redes sociais um vídeo relatando um assalto que sofreu em sua residência no último sábado (21). Bastante abalada, a artista revelou ter perdido quase todos os seus bens.

“Eu fui ameaçada de morte. Eu e a minha família. E eu acho que a única forma de eu poder resolver alguma coisa é pedindo ajuda e falando. Eu tô cansada, cansada, cansada de ter que mudar de casa”, iniciou o desabafo aos prantos.

Juliana contou que percebeu o assalto quando seu pai gritou dizendo que a mãe da cantora estava passando mal. “Aí, 2h da manhã, na noite de sábado, meu pai desceu gritando, dizendo que minha mãe tava passando mal. Começou a chutar a porta, eu me assustei. Quando eu desci e abri a porta, um homem já puxou meu cabelo, colocou uma arma nas minhas costas e mandou a gente entrar”, disse.

Leia também: Após cancelamento de cantores, Paula Fernandes mantém participação em álbum de Sérgio Reis

“Depositaram muito dinheiro da minha conta e levaram todo dinheiro que eu tinha em casa. Não sei que besteira era essa da minha cabeça, mas eu deixava quase todo meu dinheiro em casa num cofre. Levaram meu equipamento de trabalho, minhas câmeras, mas é o de menos. O que foi pior é o trauma e a tristeza do meu pai”, relatou.

Além disso, Juliana Bonde disse que um dos criminosos afirmou ter recebido ordens para matá-la. “Os bandidos que chegaram lá em casa disseram que vieram para me matar, que pediram a eles para tirar a minha vida. Graças a Deus, o pior não aconteceu. Só quero ajuda, quero socorro, quero voltar a viver”, comentou ela, que teve de ir embora da casa.

Leia também: Rodrigo Bocardi se irrita com comentário e dá bronca em internauta ao vivo

Pessoa próxima

A vocalista do Bonde do Forró disse ter certeza que o assalto foi planejado por alguém próximo a ela e sua família.

“Foi alguém muito próximo de casa mesmo. Porque sabia tudo. Sabia onde estava o dinheiro, sabia de muitas coisas, sabia onde estava dormindo meu pai e minha mãe”.

“Eu queria pedir para alguém me ajudar. Eu estou muito cansada. Toda vez ter que mudar de casa, ameaça. Tô pensando muito… sei lá se eu vou embora do Brasil, porque é muito triste. Eu amo demais morar aqui, mas não sei se vale a pena ficar mais arriscando a minha vida. Eu só quero que peguem essas pessoas que estão me perseguindo”, finalizou.

Comentários