Entretenimento

Ao vivo, CNN desmente mais uma fala de Alexandre Garcia sobre a pandemia

Jornalista afirmou que os "remédios sem eficácia comprovada salvaram milhares de vidas".

diario da manha

Alexandre Garcia foi novamente desmentido pela CNN Brasil durante o programa “Novo Dia” desta sexta-feira (24). Ao comentar sobre as denúncias contra a operadora de saúde Prevent Senior, o jornalista afirmou que os “remédios sem eficácia comprovada salvaram milhares de vidas”.

“Os tais remédios sem eficácia comprovada salvaram milhares de vidas sendo aplicados imediatamente, mesmo antes do resultado do teste. É na fase 1, na fase 2 às vezes evitam hospitalizações. Na fase 1 sempre evitam hospitalizações, sempre evitam sofrimento. Na fase 3 são ineficazes, depois que a pessoa já está hospitalizada ou intubada. […] Essa questão de eficácia comprovada a gente só vai saber daqui uns três anos. Agora tudo é experimental”, disse o comentarista no quadro “Liberdade de Opinião”.

Leia também: Após integrar comitiva na ONU, Eduardo Bolsonaro testa positivo para Covid-19

Ao vivo, a âncora Elisa Veeck desmentiu a fala de Alexandre Garcia ressaltou que as opiniões dos comentaristas da CNN não refletem a posição da emissora.

“Reitero sempre para vocês que nos acompanham que as opiniões emitidas pelos comentaristas do quadro não refletem necessariamente a posição da CNN. E mais um acréscimo aqui neste fim do quadro de hoje, a CNN ressalta que não existe um tratamento precoce comprovado cientificamente para prevenir a covid-19. O que a ciência mostra é que a prevenção, com o uso de máscaras e a vacinação, são as únicas maneiras de combater a pandemia”.

Em agosto, Garcia já havia sido desmentido após afirmar que jovens “não precisariam tomar a vacina segundo as estatísticas.” Na época, a CNN procurou o diretor da associação brasileira de imunizações, o infectologista Renato Kfouri, para esclarecer o tema.

Comentários