Entretenimento

Fátima Bernardes critica discurso de Bolsonaro na ONU: "Dá vergonha ouvir isso diante de líderes mundiais"

O político deu o que falar ao mentir em diversos trechos do seu discurso e voltar a defender o tratamento precoce contra a Covid-19.

diario da manha

No ‘Encontro’ desta terça-feira (21), Fátima Bernardes criticou o discurso do presidente Jair Bolsonaro na Assembleia-Geral da ONU, em Nova York. O político deu o que falar ao mentir em diversos trechos do seu discurso e voltar a defender o tratamento precoce contra a Covid-19.

A apresentadora comentou seu sentimento de vergonha ao ver a cena do presidente diante de tantos líderes mundiais.

“[Tem que ter] Vacina e consciência, não negacionismo. Muito difícil ouvir isso, dá vergonha ouvir isso diante de tantos líderes mundiais que estão lutando e, muitas vezes, não tem acesso à vacina porque são países pobres”, disse.

Leia também: Léo Stronda tem 30% do corpo queimado e passa por cirurgias plásticas após acidente com botijão de gás

“Você ouvir de um presidente que é contra uma prefeitura exigir uma comprovação de vacinação para a segurança de todos, não podemos garantir a segurança daquele que não quer se vacinar, a gente tem que garantir a segurança de todos”, continuou.

Em seu discurso, Bolsonaro afirmou que o Brasil é muito diferente do que é retratado em jornais e na televisão. “Estamos há 2 anos e 8 meses sem qualquer caso concreto de corrupção”, disse.

Além disso, relatou que o governo disponibilizou um auxílio emergencial de 800 dólares (aproximadamente 4.256 reais), beneficiando 68 milhões de pessoas em 2020.

Leia também: Chefe da ONU critica clima de Nova Guerra Fria e desigualdades no combate à covid

Em outro trecho, Jair voltou a defender o tratamento precoce, que nunca teve eficácia comprovada cientificamente. “Não entendemos porque muitos países, juntamente com grande parte da mídia, se colocaram contra o tratamento inicial. A história e a ciência saberão responsabilizar a todos”, provocou. 

Comentários