Cotidiano

Após Elon Musk comprar Twitter, Bolsonaro e aliados ganham mais de 65 mil seguidores

Aliados do presidente alegaram que vinham sendo “censurados” pelas diretrizes da rede social.

diario da manha

Políticos e influenciadores bolsonaristas relataram um salto no número de seguidores desde que a venda do Twitter para Elon Musk foi anunciada na última segunda-feira (24). Os aliados ao presidente Jair Bolsonaro (PL) alegaram que vinham sendo “censurados” pelas diretrizes da empresa.

De acordo com o site SocialBlade, que monitora o desempenho dos usuários, o presidente ganhou mais de 65 mil novos seguidores em apenas 24 horas. A média anterior era de 4.500 novos seguidores a cada dia. Um crescimento de 1,447%.

Leia também: Bolsonaro debocha de Deolane Bezerra após encontro com Lula

Segundo Eduardo Bolsonaro (PL), ele conseguiu um número 27 vezes maior do que a média, ganhando 64 mil seguidores em dois dias. Carlos Bolsonaro (Republicanos) e Flávio Bolsonaro (PL) conquistaram, respectivamente, 17 mil e 15 mil seguidores, o que costumavam ganhar mil seguidores em 24%.

O ex-secretário de Cultura Mário Frias também teve um aumento acima da média no numero de seguidores. Ele saltou de 258.763 para 261.743 em um único dia. “Chega a ser inacreditável a quantidade de seguidores que diversos perfis ganharam de ontem para hoje. Imaginem isso projetado em anos de censura. Nosso prejuízo é incalculável”, escreveu Frias.

Leia também: Lula fala de ‘BOTS’ em votação do ‘BBB 22’ e internautas apontam que é para Arthur Aguiar; assista

Comentários