Entretenimento

Ex-morador de rua, Givaldo Alves cobrou R$ 500 para participar de sequestro

Givaldo foi preso em flagrante.

diario da manha

Givaldo Alves, o ex-sem-teto espancado por um personal trainer de Brasília, já participou de um sequestro em 2004, em São Paulo. As informações são do portal Metrópoles.

A família da vítima, uma mulher de 33 anos, pagou os R$ 3 mil de resgate. Ele foi preso em flagrante, por volta das 18h30 do dia 1° de julho de 2004, pegando o dinheiro em uma lixeira.

Leia também: Gustavo Mioto expulsa homem que agrediu mulher durante show e se desculpa: “Explodi de raiva”

De acordo com a publicação, Givaldo Alves confessou o crime à polícia e levou os agentes até o cativeiro onde a mulher era mantida refém. No entanto, a vítima já havia sido liberada pelos criminosos.

O ex-mendigo afirmou que recebeu R$ 500 para pegar o resgate. Além disso, contou que não conhecia os sequestradores e que só participou do crime porque estava sem dinheiro.

Em 5 de outubro de 2004, ele foi condenado a 15 anos de reclusão em regime fechado, mais dois anos por maus antecedentes e reincidência. Givaldo recebeu o alvará de soltura em 18 de março de 2013. Posteriormente, uma revisão criminal da pena permitiu que ele cumprisse oito anos de prisão.

Leia também: Novela Vai na Fé: Globo prepara primeira trama evangélica de sua história

Comentários