Entretenimento

Zé Neto 'invade' live de Gusttavo Lima e assume culpa após polêmica com Anitta: "Joga pra mim, irmão"

Assunto tem causado polêmica após investigação de possíveis irregularidade nos altíssimos cachês pagos por prefeituras pequenas cidades.

diario da manha

O cantor Zé Neto, da dupla com Cristiano, interrompeu uma live de Gusttavo Lima na noite de segunda-feira, 30, para assumir a responsabilidade das polêmicas sobre os cachês sertanejos pagos por prefeituras de pequenas cidades.

O assunto ganhou repercussão após o cantor alfinetar a cantora Anitta e criticar a Lei Rouanet durante um show no último dia 13. “Nós somos artistas e não dependemos de Lei Rouanet, nosso cachê quem paga é o povo. A gente não precisa fazer tatuagem no ‘toba’ para mostrar se a gente está bem ou não”, disse.

No entanto, internautas começaram a investigar os shows dos artistas sertanejos e encontraram cachês que ultrapassam R$1 milhão, pagos por cidades pequenas. Inclusive, o show que Zé Neto fez o polêmico comentário, em Sorriso (MT), custou mais de R$ 400 mil aos cofres públicos, bancado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico do município por meio de um contrato com inexigibilidade de licitação. Ou seja, sem concorrência para a definição de valores pelo serviço prestado.

Leia também: Ex-motorista de Gusttavo Lima processa cantor e pede mais de R$ 500 mil de indenização

Em seu perfil no Instagram, Gusttavo Lima fez uma live se defendendo das acusações de uso de dinheiro público, disse que estava com vontade de sumir, alegou estar cansado e se disse alvo de uma perseguição da imprensa e de políticos. 

Zé Neto entrou na live e fez o seguinte comentário: “Cara, quem tem que dar satisfação sou eu, irmão. To atravessando uma fase ruim, sou seu irmão. Não precisa se explicar. Joga pra mim, irmão. Não tem nada a ver com você”, escreveu.

Além do companheiro de Cristiano, Israel Novaes também apoio o marido de Andressa Suita. “Manchetes semeadoras de dúvidas! Lidas por ‘muitos’ analfabetos funcionais, com o objetivo de indiretamente gerar difamação pelo leitor e aos que nem irão ler. E ainda replicam ‘informações falsas’ como verdade sem antes se interpretar”, comentou.

Leia também: André Marques deixa a TV Globo após quase 30 anos

Comentários