Entretenimento

Após processo judicial, Amado Batista pede desculpas por chamar Lula e seus filhos de ladrões

Retratação faz parte de um acordo no Tribunal de Justiça de Pernambuco.

diario da manha

O cantor Amado Batista se desculpou publicamente ao ex-presidente Lula e a Fábio Luís Lula da Silva, o Lulinha, após afirmar que os dois enriqueceram ilicitamente. A retratação é fruto de um acordo judicial acertado no Tribunal da Justiça de Pernambuco.

Em uma entrevista para a Rede Nordeste de Rádio no ano passado, o música disparou: “Além de ter roubado pra caramba. Existem pessoas que eram pobres antes do comunismo aqui, antes da esquerda, e que estão milionários hoje”. Além disso, ele também se referiu à Lulinha como um latifundiário, que bastava ir para o Pará e Mato Grosso para comprovar. “Ao vivo e a cores”, disse.

Leia também: Irandhir Santos cai do cavalo durante gravação de ‘Pantanal’ e passa por cirurgia

Os advogados do filho de Lula ressaltaram que ele sempre esteve longe da política e construiu sua carreira como empresário. Em uma audiência na última quarta-feira (15), Amado Batista confessou que repassou as informações se baseando apenas em boatos.

“Peço desculpas a Fábio Luís Lula da Silva pela forma injusta com que lhe atribuí graves ofensas, bem tomo admito que foram equivocadas minhas afirmações de que teria enriquecido de forma ilícita. Apesar de ter dito que Fábio Luís Lula da Silva seria latifundiário e dono de cabeças de gado no Mato Grosso e no Pará, reconheço que essa informação chegou ao meu conhecimento a partir de meros boatos irresponsavelmente difundidos na sociedade”.

Com a retratação, Lulinha abriu mão da ação e a punição por injúria foi extinta. O MP arquivou a ação. O pedido de desculpas também será publicado no site e no canal ‘Blog do Magno’, no YouTube, que veiculou a entrevista de Amado Batista em maio de 2021.

Leia também: Ao vivo, idosa chora ao relatar que passa fome e leva repórter da Globo às lágrimas; assista

Comentários