Entretenimento

YouTube apaga mais de 22 vídeos com mentiras sobre as eleições

A remoção incluiu uma publicação no canal do presidente Jair Bolsonaro (PL).

diario da manha

O YouTube deletou cerca de 22 vídeos contendo desinformação e mentiras sobre a urna eletrônica e as eleições. A informação foi divulgada pelo jornal O Globo nesta quinta-feira (9).

Em nota, a plataforma alegou que a limpeza foi motivada pelas novas regras da empresa, que vem sendo aplicadas desde março deste ano.

O YouTube colocou em prática a ação dois dias após uma reportagem do jornal identificar 1.960 vídeos circulando na plataforma com fake news sobre as eleições, que somavam 58 milhões de visualizações.

Leia também: Julia Dalavia, a Guta de ‘Pantanal’, leva mordida de jacaré na bunda: “Dois furos enormes”

“O valor se reverteu em monetização de até R$ 1 milhão para youtubers bolsonaristas que produziram o conteúdo enganoso”, diz a reportagem.

Um dos videos derrubados afirmava que o segundo turno da eleição seria fraudulento e pedia intervenção militar no país, publicado no Canal Professor Bellei. O canal OPNews TV, com 10,5 mil inscritos, teve cinco vídeos excluídos em dois dias. Um deles espalhava que haveria “77% de chances de fraude” nas eleições. O canal do presidente Jair Bolsonaro (PL) também teve um vídeo deletado.

Segundo o monitoramento, mais de 1.900 vídeos com mentiras sobre as urnas ainda estão no ar.

Leia também: Reportagem da Globo é interrompida ao vivo por assalto a ônibus: “Não é fácil”

Comentários