DM Mulher

Nudem recomenda que não haja pré-cadastro digital no Programa Renda Família + Mulher

O Núcleo de Defesa e Promoção dos Direitos da Mulher (Nudem) da Defensoria Pública do Estado de Goiás ressalta que as candidatas enfrentam dificuldades para a realização do pré-cadastro

diario da manha
Foto/Divulgação

O Núcleo de Defesa e Promoção dos Direitos da Mulher (Nudem) da Defensoria Pública do Estado de Goiás (DPE-GO) questiona a necessidade de pré-cadastro digital para as mulheres que precisam acessar o Programa Renda Família + Mulher em Goiânia. O auxílio financeiro é destinado a mulheres que residem em Goiânia e estejam em situação de vulnerabilidade social devido à pandemia de Covid-19.

No documento, a defensora pública e coordenadora do Nudem, Gabriela Hamdan, destaca que o público-chave do programa é composto, principalmente, de mulheres analfabetas e excluídas digitais. A exigência do cadastro on-line impediria o acesso ao benefício. A defensora pública recomenda ao município que as candidatas ao programa possam se dirigir diretamente aos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) para que os requisitos sejam analisados.

As inscrições para o programa vão até dia 31 de março de 2022 e o pedido é feito através do formulário preenchido e assinado, aceite de declaração e entrega dos documentos necessários, tudo feito pela internet. A recomendação do Nudem destaca que reportagem divulgada na imprensa demonstra claramente as dificuldades

Leia Também

Comentários