Goiás

Famílias atingidas por enchente em Lagolândia ganham suprimentos da OVG

O Governo de Goiás, por meio da OVG, enviou um caminhão para Lagolândia com donativos para os atingidos pela enchente: nesta primeira remessa, foram destinados 50 cestas básicas, 10 enxovais de bebê, 100 cobertores, água potável e brinquedos para as crianças

diario da manha
Foto/Secretaria de Comunicação - Governo de Goiás

Fortes chuvas provocaram cheia do Rio do Peixe, e alagamento deixou 32 famílias com perdas materiais, segundo Corpo de Bombeiros. Não há registros de mortes, nem de desaparecimentos. Local passa por limpeza, nesta terça-feira (30/11), e recebe doações do Governo de Goiás, por meio da OVG, que incluem cestas básicas, enxovais de bebê, cobertores e água potável. “Orientamos ações a serem tomadas, principalmente em relação às casas com risco de desabamento e com retirada de todos os entulhos acumulados para que não ocorra contaminação. Agora, o cuidado é com a saúde”, afirma governador

O governador Ronaldo Caiado vistoriou, nesta terça-feira (30/11), o distrito de Lagolândia, a 40 quilômetros de Pirenópolis. O povoado ficou alagado após a queda de uma forte chuva. Acompanhado do prefeito de Pirenópolis, Nivaldo Melo, ele conversou com moradores que perderam casas e pertences. Andou pelas ruas e entrou nas residências que tiveram de ser desocupadas.

“Fizemos aqui uma vistoria e orientamos ações a serem tomadas, principalmente em relação às casas com risco de desabamento e com retirada de todos os entulhos acumulados para que não ocorra contaminação”, disse Caiado. “As fossas, com o volume de água, ficaram afloradas e romperam-se. Então, agora, o cuidado é com a saúde do distrito de Lagolândia”, explicou o governador na Escola Estadual Benedita Cipriano Gomes, que abriga parte das famílias afetadas pela enchente.

Segundo o Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás (CBM-GO), os 53 milímetros de precipitações provocaram a cheia do Rio do Peixe, que corta o local. O volume de água em relação ao curto espaço de tempo em que a chuva caiu é considerado atípico para a região. Conforme a corporação, 32 famílias foram atingidas e tiveram perdas materiais. Não há registros de mortes, nem de desaparecimentos.

O Governo de Goiás e o CBM-GO atuam em Lagolândia ao lado da Secretaria Municipal de Ação Social de Pirenópolis, da 17ª Regional de Defesa Civil (17ª Redec), e da sociedade civil.

O Governo do Estado, por meio da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), enviou um caminhão para a localidade na manhã desta terça-feira (30/11) com donativos que serão distribuídos aos atingidos pela enchente. Nesta primeira remessa, foram destinados 50 cestas básicas, 10 enxovais de bebê, 100 cobertores, água potável e brinquedos para crianças.

“Quando tomamos conhecimento da situação, pedimos às nossas equipes para que se deslocassem para cá e dessem os primeiros socorros”, disse o prefeito de Pirenópolis, Nivaldo Melo. “Vieram juntamente o Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar. Aproveito para registrar o apoio irrestrito do Comando da PM de Pirenópolis e dos Bombeiros, governador”, manifestou.

Os bombeiros promovem a limpeza das ruas públicas de Lagolândia e devem receber o auxílio de colaboradores e de caminhões de limpeza urbana vindos de Pirenópolis para o recolhimento de resíduos. Todos os esforços visam evitar uma epidemia sanitária no local.

Nós vamos trabalhar para dar primeiro a segurança. Na questão da saúde, já pedi para deslocarmos todo nosso pessoal para ajudar, juntamente com o Estado”, disse o prefeito. “Na hora da dor, da batalha, nos juntamos em prol da reconstrução”, destacou. Ele agradeceu ao governador por ter feito questão de “parar sua agenda e trazer sua estrutura de governo para dar abraço amigo e palavra de conforto”.

Apoio da Educação

Caiado ressaltou que, por meio da série de reformas que reparou todas as escolas administradas pelo Estado em Goiás, foi possível levar famílias desabrigadas para a estrutura da unidade escolar.

“Vocês enxergam que no distrito de Lagolândia tivemos, infelizmente, esse acidente, e passamos toda a estrutura para dentro da escola, já que temos salas e cozinha totalmente recuperadas, juntamente com móveis, fogões, panelas, talheres novos e pratos para servirmos pessoas que tiveram suas casas destruídas e que, hoje, recebem alimentação aqui”, pontuou o governador.

“Isso mostra que, quando administramos o dinheiro da forma correta, serve para a Educação, mas também para socorrer pessoas em situação emergencial, como esta”, concluiu o governador.

Diretor da escola, Marcos César Teles leu, emocionado, carta aberta aos presentes. “Tem 72 horas que eu não durmo em prol desta comunidade, mas com fé em Deus, no governador e no prefeito, nós vamos reconstruir Lagolândia”, projetou ele.

Fotos: Hegon Corrêa e Cristina Cabral

Leia Também

Comentários