Goiás

Cidades turísticas de Goiás cancelam festas de Réveillon

As festas foram canceladas devido preocupações com a nova variante da Covid-19, Ômicron

diario da manha
Foto: Freepik

As principais cidades turísticas do estado de Goiás cancelaram as festas, de Réveillon devido preocupações com a nova variante da Covid-19, Ômicron. Caldas Novas, Pirenópolis e Alto Paraíso de Goiás, na Chapada dos Veadeiros, anteciparam que não haverá as festividades públicas da virada de ano.

Na quinta-feira, 2, o Ministério da Saúde confirmou cinco casos da nova variante da Covid-19 e oito ocorrências em investigação. Dos infectados pela nova cepa, três estão em São Paulo e dois em Brasília.

Na segunda-feira, 29, a Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmou que a nova linhagem do vírus causador da Covid-19 representa um “risco global muito alto” de surtos de infecção, os quais podem ter consequências graves em algumas partes do mundo.

“A Ômicron tem um número sem precedentes de mutações de pico, algumas das quais são preocupantes por seu impacto potencial na trajetória da pandemia”, disse a OMS após uma reunião de emergência com ministros da Saúde dos países do G7, em Londres, para discutir medidas capazes de conter a transmissão do vírus.

Alto Paraíso de Goiás

De acordo com a assessoria de Alto Paraíso de Goiás, não haverá programação de eventos públicos para o Réveillon na cidade. No entanto, estão liberadas as festas particulares, conforme o último decreto vigente no município, que prevê lotação máxima de 30% da capacidade dos estabelecimentos.

Caldas Novas

De acordo com o secretário de Turismo de Caldas Novas, Daniel Ribas, não haverá apresentações musicais e culturais durante as festividades de Natal e Ano Novo. Os eventos públicos que pudessem atrair aglomerações foram cancelados.

Pirenópolis

A assessoria de imprensa da prefeitura de Pirenópolis informou que deve haver um comunicado geral sobre as festas já nos próximos dias. Não há previsão de eventos públicos.

Leia também:

Comentários