Política & Justiça

Bolsonaro afirma que vai acabar com radares móveis na próxima semana

Questionado sobre como colocaria tal medida em prática, ele disse que "é só determinar à PRF que não use mais".

diario da manha
Foto/Reprodução

Na última segunda-feira (12/8), o presidente Jair Bolsonaro (PSL) afirmou, em Pelotas, no Rio Grande do Sul, que pretende acabar com os radares móveis no país já na semana que vem.

A declaração foi concedida durante um evento de liberação de um trecho da Rodovia BR-116, no Rio Grande do Sul que foi duplicado. “A partir da semana que vem, não temos mais radares móveis no Brasil”, afirmou o presidente.

Questionado sobre como colocaria tal medida em prática, ele disse que “é só determinar à PRF que não use mais”, referindo-se à Polícia Rodoviária que atua nas estradas federais e está sob o comando do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Além disso, o presidente disse que “Isso é coisa de uma máfia de multas, é um dinheiro que vai para o bolso de poucos aqui no Brasil, é uma indústria de multas”, comentou o representante do executivo.

O presidente citou ainda o projeto que seu governo enviou para a Câmara dos Deputados, aumentando a validade da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) de 5 para 10 anos e acabando com a exclusividade dos Detrans de escolher qual médico pode conceder o atestado de saúde para que os cidadãos consigam a habilitação.

Comentários