Política & Justiça

Ancine: Bolsonaro diz que quer perfil evangélico para o órgão

O presidente admitiu ainda que tem atendido pedidos de senadores e deputados para indicar pessoas a cargos

diario da manha
Foto/Reprodução

Em almoço com jornalistas nesta terça-feira (3/9), o presidente Jair Bolsonaro (PSL) disse que quer na Agência Nacional de Cinema (Ancine) um diretor de perfil evangélico. Para o presidente o ideal para esse cargo seria alguém que soubesse “recitar 200 versículos bíblicos”, tivesse o joelho machucado de tanto rezar e tivesse a bíblia “encaixada debaixo do braço”, disse Bolsonaro.

Além de falar da Ancine, o presidente admitiu ainda que tem atendido pedidos de senadores e deputados para indicar pessoas a cargos em agências, incluindo o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para conseguir governar melhor o país.

Ele pontuou ainda que tem procurado manter em cada órgão a maioria da composição de indicados seus. “As agências têm superpoderes”, afirmou. Bolsonaro disse ainda que mandou tirar quatro diretores de uma estatal recentemente, mas não disse de qual empresa estava falando.

Comentários