Aparecida de Goiânia

Dentista é preso suspeito de importunação sexual

Paciente, que prefere não ser identificada, diz que chamou a polícia logo após a ação

diario da manha

Um dentista foi preso por importunação sexual, depois que uma paciente denunciou ter sido abusada durante uma consulta, em Aparecida de Goiânia, região metropolitana da Capital. A Polícia Civil investiga o caso.

A mulher conta que o dentista havia tocado em seus seios durante a consulta. A paciente pediu para encerrar a consulta e logo em seguida deixou o consultório.

Como o nome não divulgado pela polícia, não foi possível localizar a defesa do dentista para que se manifestasse sobre o ocorrido. A Polícia Civil informou que ele continua preso até as 10h48 desta sexta-feira, 4, pois não cabe fiança para o crime, e o homem aguarda audiência de custódia.

O Conselho Regional de Odontologia de Goiás (CRO-GO) e a clinica onde o suspeito trabalha ainda não se manifestaram sobre o caso. A mulher, que preferiu não se identificar, estava fazendo um tratamento de canal numa clínica popular no Setor Garavelo.

Na tarde da última quinta-feira, 3, ela teve uma nova consulta, mas com um dentista que ainda não conhecia. Foi quando o crime teria acontecido. A mulher conta que, na ocasião, chamou o responsável da clinica e contou o que passou. Segundo ela, logo em seguida chamou a polícia.

Após exames, a mulher foi orientada a acionar a Patrulha Maria da Penha. Ela foi encaminhada á delegacia, onde fez um boletim de ocorrência.

Segundo informações do G1

Leia também:

Comentários