Brasil

Líder de organização criminosa é preso

O suspeito, de 35 anos, estava foragido desde dezembro de 2020

diario da manha

O líder de uma organização criminosa especializada em estelionatos, foi preso na última sexta-feira, 17, no Rio de Janeiro, em uma operação da 23ª Delegacia Distrital de Polícia (DDP) de Goiânia, com apoio de policiais civis do 32º DP da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro (PCRJ).

Segundo as investigações, o grupo que tem sede na capital paulista em Guarujá (SP) e é suspeito de manter uma falsa central telefônica de onde partiam as ligações a idosos informando sobre a suposta clonagem de cartões bancários. As vítimas eram enganadas e acabavam entregando os objetos espontaneamente acompanhados das senhas.

De acordo com a polícia, o investigado recrutava pessoas para viajarem a Goiânia, onde passavam temporadas recolhendo cartões bancários de idosos, o que causou um prejuízo de mais de R$ 1 milhão a pelo menos 40 vítimas, somente na capital goiana.

O suspeito, de 35 anos, estava foragido desde dezembro de 2020, quando soube da investigação em curso, passando por diversos estados da federação. A equipe da 23ª DDP de Goiânia, soube que ele estava na capital fluminense dando aulas de futvôlei na praia do Leme, onde foi capturado e preso.

Líder de organização criminosa especializada em estelionatos é preso dando aulas de futvôlei na praia do Leme (RJ)
Foto: Divulgação

Conforme a DDP, esta foi a última de cinco operações deflagradas nas cidades de Trindade, Goiânia, São Paulo, Rio de Janeiro e Guarujá, que prendeu os integrantes da organização criminosa.

A imagem do investigado foi divulgada para que eventuais vítimas ainda não identificadas possam procurar a 23ª DDP, a fim de auxiliar nas investigações.

Leia também:

Comentários