Brasil

Hotel fazenda é embargado por estar em terra indígena

No local, foram encontrados animais silvestres expostos em cativeiro

diario da manha
Foto: Divulgação

Uma equipe de fiscalização de Santos cumpriu na segunda-feira, 22, ação de embargo e interdição do Rancho Pesqueiro Arco-Íris, no litoral de São Paulo. Segundo o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), ele funcionava na Terra Indígena Piaçaguera.

A ação teve apoio de equipes da Superintendência do Ibama em São Paulo (Supes-SP) e do Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) de Lorena. No local, foram encontrados animais silvestres expostos em cativeiro.

“Foi uma ação do Ibama junto com o Ministério Público, então, vieram fiscais de São Paulo, e também foram os nossos fiscais daqui. Esse hotel foi fechado, embargado, e as equipes retiraram todos os animais. Agora, é preciso tirar os peixes da lagoa que sejam exóticos. Então, ainda existe essa parte, o Ibama deu o prazo para eles realizarem e vai acompanhar”, afirmou a agente federal Ana Angélica Alabarce, responsável pelo Ibama na região.

Foram apreendidas cinco araras, um papagaio e duas cobras pítons. Todos os animais foram encaminhados ao Cetas.

Os proprietários do Rancho Pesqueiro Arco-Íris não foram localizados até a última atualização desta reportagem.

Leia também:

Comentários