Cidades

Grupo é investigado por suspeita de invasões de terras em Goiás

Segundo a Polícia Civil, o homem foi preso suspeito de organizar reunião com outras pessoas que invadiram terras, em São Simão, interior de Goiás

diario da manha
Foto: Reprodução

Um homem de 51 anos foi preso suspeito de se passar por policial ambiental em São Simão, região sudoeste de Goiás. Segundo a Polícia Civil, ele é investigado como líder de um grupo especializado em invadir terras particulares.

De acordo com a ocorrência, o homem foi preso no último sábado, 26, durante uma reunião que teria promovido para atrair pessoas para a invasão. O homem não teve a identidade divulgada.

Segundo a investigação, o suspeito utilizava-se de uma organização não governamental (ONG) denominada Patrulha Ambiental para dar credibilidade e induzir as pessoas a comprar e invadir terras de forma ilegal.

Investigação

Durante as investigações, a polícia realizou buscas em um veículo do suspeito de comandar o grupo de invasores, onde encontrou diversos cartões da suposta organização.

Os policiais encontraram folhas de cheques, um carro e uma folha de rascunho com a suposta movimentação financeira. A Polícia Civil instaurou o procedimento para investigar o caso. O suspeito de comandar o grupo deve responder por estelionato.

A Polícia Civil também informou que, após ser preso, o suspeito de comandar o grupo foi ouvido, solto e deve responder por estelionato em liberdade.

Os policiais militares disseram que o suspeito seria líder de um grupo. Outro homem, de 54 anos, também foi levado para a delegacia, investigado por participação no esquema, mas não foi detido.

Com informações do Metrópoles.

  • Leia também:

Comentários