Cidades

Triatleta atacado por pitbulls recebe enxerto no pé com pele tatuada

De acordo com Tiago, o enxerto com essa parte da pele foi feito exatamente no local onde tinha uma tatuagem por conta de uma veia e uma artéria que são necessárias para irrigar a outra parte

diario da manha
Foto: Reprodução

Um triatleta de 41 anos foi atacado por cães da raça pitbull, durante um treino de corrida, e levou mais de 50 mordidas, em Leme-SP. Após o ataque Tiago Ferranti Belloube, recebeu um enxerto no pé com uma parte da pele da panturrilha que tinha uma tatuagem durante uma das cirurgias que foi realizada em Ribeirão Preto-SP.

De acordo com Tiago, o enxerto com essa parte da pele foi feito exatamente no local onde tinha uma tatuagem por conta de uma veia e uma artéria que são necessárias para irrigar a outra parte. “Eu tenho uma tatuagem que é um desenho de um corredor, aí o médico pegou justamente a perna direita desse corredor e pôs lá embaixo no pé. Eu achei muito engraçado. No início eu brinquei ‘pô, o médico está fazendo de sacanagem’, mas depois eu vi que não tinha jeito para esse tipo de cirurgia assim”, afirmou.

Foto: Reprodução

Por conta do enxerto, o desenho de um corredor na perna ficou sem uma parte e o pé, que não tinha tatuagem, ganhou uma pequena ilustração, que vai ficar no membro para sempre.

O processo de enxerto de pele foi uma das três cirurgias que Tiago passou por conta do ataque. Agora ele se recupera em casa e deve retornar ao hospital duas vezes na semana para limpar as feridas, trocar os curativos e checar a cicatrização.

O ataque aconteceu no dia 27 de março, por volta das 9h30, o atleta treinava corrida em uma estrada rural de Leme, quando foi atacado por cinco cães da raça pitbull que estavam soltos no local.

Um boletim de ocorrência foi registrado após o ataque. O responsável, dono dos animais, já foi identificado e pode responder por lesão corporal culposa, quando não há intenção, e por omissão de cautela na guarda de animais.

Leia também:

Comentários