Coronavírus

Youtube remove 11 vídeos de Bolsonaro sobre cloroquina

Nesta quinta-feira (27), o YouTube removeu ao menos 11 vídeos do presidente Jair Bolsonaro com menções à cloroquina. O relatório foi levantado pela empresa de análise de dados, Novelo Data.

diario da manha

Nesta quinta-feira (27), o YouTube removeu ao menos 11 vídeos do presidente Jair Bolsonaro com menções à cloroquina. O relatório foi levantado pela empresa de análise de dados, Novelo Data.

De acordo com a reportagem, a medida faz parte uma atualização de política da plataforma feita em abril. O YouTube promoverá a exclusão de vídeos que recomendem ivermectina ou cloroquina para tratar Covid-19, ambos medicamentos que não possuem eficácia comprovada contra a doença.

Leia também: SP identifica 1º caso da variante indiana do coronavírus

Dentre os vídeos removidos de Bolsonaro, estão duas lives feitas em março e abril de 2020. Além disso, vídeos com títulos como “A Hidroxicloroquina cada vez mais demonstra sua eficácia em portadores do COVID-19” e “Fox News mostra estudos sobre a eficácia da Hidroxicloroquina no combate ao Coronavírus”, foram deletados.

Ao acessar esses links, é exibida a mensagem: “Este vídeo foi removido por violar as diretrizes da comunidade do YouTube”.

“Atualizamos nossas políticas de informações médicas incorretas sobre a Covid-19. Com isso, ao menos que haja contexto educacional, documental, científico ou artístico suficiente, a plataforma passou a remover vídeos que recomendam o uso de ivermectina ou hidroxicloroquina para o tratamento ou prevenção da Covid-19, fora dos ensaios clínicos, ou que afirmam que essas substâncias são eficazes e seguras no tratamento ou prevenção da doença”, diz a plataforma em comunicado.

Leia também: Para burlar lockdown, casal freta avião e faz festa de casamento com 130 convidados; assista

Comentários