Cotidiano

Profissão representa oportunidade de crescimento profissional

Bretas celebra o dia do cartão de visitas do supermercado, o caixa

diario da manha
Maria Vanete, operadora de caixa Foto: Divulgação

O operador de caixa é quase sempre o principal contato durante um atendimento no supermercado. Este profissional é o cartão de visitas do varejo. Muitas pessoas, sem experiência, encontram a oportunidade de emprego nesta função, tendo uma série de incentivos para se desenvolverem e alcançarem cargos mais altos.

Este é o caso da operadora Maria Vanete da Silva Reges, de 51 anos. Durante 25 anos ela fez escrituras, procurações, certidões em Divinópolis, há 650 quilômetros da capital. Mas, por não ser bacharel em direito foi afastada do Cartório de que era responsável. Sem experiência em outra área de atuação ela resolveu sair da sua zona de conforto e se mudou para Goiânia, onde tinha uma moradia. Ela se arriscou e deixou o marido trabalhando no interior. “Estava desempregada e sem dinheiro para as contas. Pedi uma oportunidade de emprego e consegui”.

Desde maio de 2018, Maria Vanete atua como operadora de caixa na unidade da Vila Jaraguá, em Goiânia. “Sempre lidei com pessoas e gosto muito disso. Gosto do que faço hoje. Tenho responsabilidade no que desenvolvo e muito respeito pela equipe”, afirma.

Passos mais altos

Atenção, agilidade, simpatia, paciência e facilidade com contas são alguns pontos para se destacar na área. E operar um caixa corretamente pode gerar novas oportunidades dentro da organização. E esse é o caso de Ritielly Alves dos Santos, de 24 anos.

Ela entrou em 2016 na rede como operadora de caixa na loja do Parque das Laranjeiras, em Goiânia.
Ritielly iniciou no mercado de trabalho como operadora de telemarketing, mas como caixa conseguiu se desenvolver profissionalmente. “Ser operadora de caixa abriu as portas. Era muito tímida e atender o público frente a frente me transformou. Eu sabia que na rede tinha a oportunidade de crescer profissionalmente”, afirma.

Ritielly Alves dos Santos, operadora de caixa
Foto: Divulgação

Com sonhos e expectativas ela se dedicou. Com a experiência adquirida no trabalho foi crescendo na empresa. E, após começar o curso de Recursos Humanos foi convidada para ser a analista desta área da unidade, responsável por 65 colaboradores. “Cada dia amo mais o que faço!”, revela.

A assistente administrativa Rosa Maria da Silva, 48, conta que ser operadora de caixa foi a oportunidade que o mercado de trabalho a deu. Ela ficou um tempo sem trabalhar, mas quando foi procurar emprego, em 2015, poucas oportunidades apareceram. E uma delas foi nesta função. Com muito empenho conseguiu gradualmente elevação de cargo, foi orientadora de caixa, caixa geral, até ser promovida a assistente administrativo.

Rosa Maria da Silva, operadora de caixa
Foto: Divulgação

Sobre o Bretas

Fundado em 1954, o Bretas é uma rede supermercadista com 81 lojas, 12 postos de combustíveis e dois Centros de Distribuição, em Minas Gerais e Goiás. Desde 2010 integrou-se a Cencosud, um dos principais grupos varejistas do mercado sulamericano com presença na Argentina, Brasil, Chile, Colômbia e Peru, e um escritório comercial na China. No Brasil, o Bretas conta com cerca de 7 mil colaboradores que trabalham para oferecer aos clientes qualidade e serviço a preços justos. www.bretas.com.br

Leia também:

Comentários