Cultura

Guinness Book: o livro dos recordes

diario da manha

Que o Guinness Book é um dos livros mais conhecidos da sociedade atual e que ele registra os recordes mais comuns e mais absurdos do mundo, muita gente sabe. Apesar disso, poucos conhecem a origem desse tipo de registro, que veio do diretor administrativo da cervejaria Guiness, no Reino Unido, em 1951. No início, o livro era distribuído como brinde aos consumidores da cerveja, concebida na Irlanda no século XVIII.

Uma discussão desenvolvida em meio a uma caçada de aves deixou Hugh Beaver, diretor administrativo da cervejaria Guinness, um tanto intrigado. Ele e mais alguns caçadores não conseguiam definir se a ave mais rápida da Europa era a tarambola ou a tenaz. Sem resposta, ele imaginou o potencial comercial que teria um livro que fornecesse respostas a este tipo de pergunta.

Em 1955, a ideia de Beaver tornou-se concreta. A cervejaria Guinness contratou Norris McWhirter e Ross McWhirter, que trabalhavam em uma agência de apuração de fatos em Londres, para produzirem uma coletânea de recordes que viria a se tornar o Guinness Book, lançado no dia 27 de agosto daquele ano. O sucesso previsto por Hugh Beaver tornou-se realidade. Até o Natal daquele ano o livro estava no topo da lista dos mais vendidos do Reino Unido.

 

Desenvolvimento

Hoje o livro dos recordes tornou-se um acúmulo de variedades que contempla desde categorias óbvias, como o homem mais rápido do mundo, até acontecimentos incomuns e invenções bizarras. Também são registrados fenomenos da natureza, como tamanho de animais e vegetais. Vários concursos de recordes também já foram organizados para produzir conteúdo a ser acrescentado ao livro que é sucesso de venda há seis décadas consecutivas.

Programas de TV com curiosidades focadas no livro também já foram produzidos, e inclusive, exibidos na TV aberta brasileira pela Rede Record. Em 2005 foi designada pela Guinness uma data a ser considerada ‘O dia internacional do Livro Guinness dos Recordes’. Marcado para 9 de novembro, tem como intuito motivar competições e quebras de recordes simultâneos. Muitas pessoas preparam-se durante todo o ano para quebrarem recordes nesta data.

 

Polêmicas

O Guinness Book já teve que retirar categorias de recordes devido a problemas causados por incentivo a práticas cruéis e insalubres. Um exemplo é o recorde de gato mais pesado do mundo. Donos de gatos passaram a superalimentar seus animais para adquirirem o registro, colocando em risco a saúde de seus bichos. Também foram removidas todas as categorias relacionadas à ingestão de bebidas alcoólicas.

 

Recordistas

Um exemplo de como a existência do Guinness Book acaba mexendo com a vida de algumas pessoas é o espanto que alguns registros causam. A americana Lee Redmond, por exemplo, manteve suas unhas a crescer cuidadosamente de 1979 até 2008, quando as perdeu por conta de um acidente de carro. O resultado disso foi o recorde de mais longas unhas do mundo, somando todas elas 8 metros e 65 centímetros.

A mulher mais tatuada do mundo, a também norte-americana Julia Gnuse, possui sua pele 95% coberta por tatuagens. Ela tatua seu corpo com desenhos de vários temas. Seus desenhos favoritos, seus atores favoritos, e tem até mesmo um autorretrato. Vários recordes chamam a atenção pela falta de correspondência à vida prática, sendo completamente sintetizados em função do livro. O caso do recorde de Steve Jacobs, que vestiu 266 cuecas de uma só vez, é um exemplo.

 

Brasil

Entre os brasileiros registrados no Guinness Book, temos o caso da mineira que deteve o título de mulher mais velha do mundo até seu falecimento em 2011. Maria Gomes Valentim morreu pouco tempo depois de completar 115 anos. No primeiro dia de maio de 1995, a reunião de 2.728 motoristas, cada um em seu Fusca, entrou para o livro como maior carreata de Fuscas do mundo, e também como a maior carreata de veículos do mesmo modelo do mundo.

Crimes também estão presentes no livro. É o caso do roubo de R$ 164.755.15, que aconteceu em um banco de Fortaleza. Esta é, segundo o Guinness, a maior quantia de dinheiro já levada de um banco por ladrões. A engenharia do crime também chamou a atenção do mundo. Na ação, o grupo escavou um túnel de 78 m de comprimento, que serviu de passagem entre uma casa usada pelos ladrões e o cofre do Banco Central.

Lee Redmond, recordista de maiores unhas do mundo. Lee deixou-as crescer de 1979 até 2008
Lee Redmond, recordista de maiores unhas do mundo.
Lee deixou-as crescer de 1979 até 2008
Mulher mais tatuada do mundo, Julia Gnuse, com 95% do corpo tatuado
Mulher mais tatuada do mundo, Julia Gnuse,
com 95% do corpo tatuado
A mineira Maria Gomes Valentim viveu até os 115 anos, completados em 2011
A mineira Maria Gomes Valentim viveu até os 115 anos, completados em 2011
Recordista Steve Jacobs, que vestiu 266 cuecas de uma só vez
Recordista Steve Jacobs, que vestiu 266 cuecas de uma só vez

Comentários

Mais de Cultura

26 de junho de 2019 as 14:42

Sol em Câncer e a cura emocional

14 de junho de 2019 as 19:24

GIRO PELA FIEG

12 de junho de 2019 as 08:50

Quíron, o segredo da cura

11 de junho de 2019 as 08:36

Questão Social: Um breve olhar

7 de junho de 2019 as 08:46

Astrologia; seja bem-vindo, junho!

30 de maio de 2019 as 08:46

Alego promove seminário de Turismo

28 de maio de 2019 as 09:17

Festa junina no Goiânia 2

16 de maio de 2019 as 11:29

Vênus entra em Touro