Entretenimento

Eduardo Costa é condenado a pagar multa de R$ 31,5 mil por difamação contra Fernanda Lima

A juíza Maria Tereza Donatti, do 4º Juizado Especial Criminal, também determinou que o sertanejo preste serviços comunitários por oito meses.

diario da manha

Eduardo Costa, de 43 anos, foi condenado por difamar a apresentadora Fernanda Lima. Ele terá que pagar uma multa de 26 salários mínimos, correspondente ao valor de R$ 31,5 mil. A juíza Maria Tereza Donatti, do 4º Juizado Especial Criminal, também determinou que o sertanejo preste serviços comunitários por oito meses.

Em novembro de 2018, Fernanda, então apresentadora do programa “Amor e Sexo”, da Globo, discursou sobre a luta das mulheres pela libertação dos estereótipos, citando o papel das mulheres na sociedade, além de comentar a estrutura machista, racista e homofóbica que reprime homens e mulheres. 

Leia também: “Estamos acreditando em um milagre”, diz empresário sobre quadro grave de Paulinha Abelha

Em seu Instagram, Eduardo Costa chamou a esposa de Rodrigo Hilbert de “imbecil”, que se utilizava de “mamata” e apresentava “programa pra maconheiro e bandido”.

“Verifico que as consequências do crime foram gravíssimas. Como amplamente demonstrado pela querelante, a politização do seu discurso, pelo querelado, gerou ataques de ódio e ameaças a ela e sua família, causando-lhe danos até hoje”, diz um trecho da decisão.

Leia também: Gusttavo Lima se pronuncia sobre suposta filha de 16 anos; assista

A defesa do cantor pediu o arquivamento do processo ao alegar que houve pedido de desculpas e retratação no ‘Conversa com Bial’. No entanto, o pedido não foi aceito por Fernanda Lima, segundo a decisão. A juíza considerou que a retratação não ocorreu, pois Eduardo Costa não retirou o conteúdo do que havia dito.

Comentários