Entretenimento

Jornalista esfaqueado se emociona no 'Encontro' e revela que recebeu marmita envenenada

Traumatizado, Gabriel Luiz contou que não pretende mais voltar para o lugar que morava.

diario da manha

O jornalista Gabriel Luiz participou do “Encontro” desta segunda-feira, 9, e se emocionou com as homenagens dos colegas de profissão. O repórter da Globo relembrou o momento em que foi esfaqueado em uma tentativa de latrocínio em Brasília.

“Não percebi que era um assalto. Ele me pegou pelo pescoço, sou faixa laranja de defesa pessoal, pensei que era alguém doido brincando. Aí vi a pessoa esfaqueando e disse: ‘O negócio é sério’. Lembro de tudo que aconteceu. Não lembro em detalhes, foi tudo muito rápido. Eu gritava: ‘Vai embora e me deixa em paz’. E fui correndo até a portaria”, contou.

Leia também: Moradora se revolta com falta de água e viraliza: “Mulher todo dia tem que lavar a Mary Jane”; assista

Diversos colegas de jornalismo enviaram felicitações para o repórter durante o programa. “Volte logo, o jornalismo precisa de você”, disse Antônio de Castro, apresentador do jornal “DF2”. “Você é um exemplo vivo da geração de jovens jornalistas que veio para fazer história”, completou o repórter Marcos Losekann.

Traumatizado, Gabriel Luiz contou que não pretende mais voltar para o lugar que morava. Além disso, relembrou quando recebeu marmita que poderia estar envenenada. “Eu já cheguei a receber uma marmita lá em casa que não sabia a procedência. Não tinha nome de ninguém, não tinha absolutamente nada. Como meu pai é policial, ele falou para não comer a comida, pois poderia estar envenenada. Então tudo me leva a não voltar mais lá para perto e ficar mais recluso mesmo”, disse.

O jornalista recebeu alta hospitalar na última sexta-feira, 6, após ficar 23 dias internado. Ele levou 10 facadas dos assaltantes.

Leia também: Power Couple 2022: Briga entre Matheus e Hadballa quase termina em pancadaria; assista

Comentários