Esportes

Reino Unido bloqueia bens de Abramovich

De acordo om Nadine Dorries, ministra britânica de esportes, disse que o governo ofereceu uma licença especial para que time continue jogando, pague seus funcionários e permita que as partidas aconteçam. Segundo ela, objetivo é não prejudicar o campeonato

diario da manha
Foto: Matt Dunham/AP/Arquivo

O Reino Unido anunciou, nesta quinta-feira, 10, o congelamento de ativos do dono do clube inglês de futebol Chelsea FC, Roman Abramovich, por causa da conexão dele com o presidente da Rússia, Vladimir Putin, além de sanções a seis outros oligarcas russos.

No início do mês, Abramovich havia colocado à venda o clube inglês e disse que destinaria o lucro para vítimas da guerra na Ucrânia. O bloqueio dos bens anunciados hoje impede essa venda. Além disso, Foram também anunciado a suspensão da venda de novos ingressos e mercadorias do time, bem como a negociação de jogadores.

No entanto, o governo britânico disse que o Chelsea poderá continuar jogando e quem já tem ingressos poderá ir aos jogos.

Havia uma pressão do parlamento britânico por uma ação contra Abramovich e outros oligarcas russos ligados a Putin, criticando que o governo não estava agindo tão rápido como a União Europeia e os Estados Unidos. Uma porta-voz do Abramovich afirmou que ainda não pode fazer comentários sobre a decisão do governo britânico.

Ainda sobre o clube de futebol, Nadine Dorries, ministra britânica de esportes, disse que o governo ofereceu uma licença especial para que o time continue jogando, pague seus funcionários e permita que as partidas aconteçam. Segundo ela, o objetivo é não prejudicar o campeonato.

Segundo informações do bG1

Leia também:


Comentários