Aparecida de Goiânia

Bebê de dois meses morre asfixiado em Aparecida de Goiânia

A menina de dois meses estava sem respiração e com as vias aéreas obstruídas, ou seja, engasgada, que pode ter causado a música por asfíxia

diario da manha
Foto: Reprodução

Um bebê de dois meses foi encontrado morto na cama dos pais na manhã desta segunda-feira (12/8) no Conjunto Habitacional Madre Germana I, em Aparecida de Goiânia, região metropolitana da capital.

A Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO) afirmou que foi chamada para atender a ocorrência às 6h55 de hoje, por uma equipe da Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO).

Conforme divulgado pela polícia, o caso ocorreu no momento da troca de turnos entre os policiais, e uma outra equipe assumiu a ocorrência e chamou o Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás (CBMGO).

Os policiais levantaram que a criança era uma menina de apenas dois meses, e que a unidade de resgate 2 (UR) compareceu ao local e atestou o óbito da menina.

De acordo com divulgado pela polícia, o Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Aparecida de Goiânia, foi chamado juntamente com o Instituto Médico Legal (IML) para fazer a perícia do local e remoção do corpo do bebê.

Bebê de dois meses estava engasgada, o que pode ter causado a morte por asfixia da menina

Segundo o relato feito pela outra equipe dos Bombeiros que assumiu a ocorrência, no lugar da UR 2, a menina de dois meses estava sem respiração e com as vias aéreas obstruídas, ou seja, engasgada, o que teria causado a morte da criança por asfixia.

Conforme o relato da equipe de resgate, os médicos da viatura tentaram reanimar a menina, porém sem sucesso. O corpo da criança foi removido pelo IML, onde vai passar por perícia e determinar o que teria causado a morte da criança.

O caso é investigado pela Delegacia Estadual de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) de Aparecida de Goiânia, e o comando é das investigações é da delegada Edilaine que não vai se pronunciar sobre o caso no momento.

Comentários