Cidades

Corpo de vendedora desaparecida é encontrado queimado dentro de saco de lixo

Segundo a família, o corpo estava no quintal da fazenda do marido dela

diario da manha

O corpo da vendedora Vanessa Rodrigues da Silva, de 31 anos, que desapareceu após ser agredida pelo marido, foi encontrado queimado dentro de um saco de lixo, no final da tarde de sexta-feira, 27, em Novo Planalto, na região noroeste de Goiás.

Segundo a família, o corpo estava no quintal da fazenda do marido dela. O delegado Luciano Santos confirmou que se trata do corpo da vendedora, mas não deu mais detalhes do caso.

“Ele queimou ela e a colocou em dois sacos de lixo. Na porta da fazenda mesmo, no terreiro. A gente até foi lá antes, a polícia também. Vimos esse saco lá, mas nem imaginamos”, contou a irmã da vítima.

De acordo com a polícia, o marido de Vanessa se tornou o principal suspeito pelo desaparecimento após a mulher pedir socorro a vizinhos quando era agredida por ele, em Porangatu.

Vanessa sumiu em 11 de agosto. A família registrou ocorrência após cinco dias sem conseguir falar com ela. No dia em que o boletim foi registrado, o delegado esteve na casa do marido e encontrou arma e munição. Ele foi preso, mas pagou fiança e foi liberado. O suspeito segue foragido e é investigado por feminicídio.

Leia também:

Comentários