Cidades

Polícia investiga surgimento de plantas flutuantes no lago do Jardim Botânico

Equipe da Amma realizou a limpeza e informou que não constatou poluição, porém a diminuição no volume de água. Polícia Civil solicitou uma avaliação

diario da manha
Foto: Reprodução

A Polícia Civil do Estado de Goiás investiga o surgimento das plantas flutuantes no lago do Jardim Botânico, em Goiânia. A suspeita é de que a grande quantidade da espécie possa ter sido causada devido à possível presença de esgoto clandestino no local.

Dois funcionários da Agência Municipal do Meio Ambiente (Amma) foram até o local e limpou o lago na última quinta-feira, 26. Foi retirado todo o excesso das plantas, porém, foi deixado uma quantidade de vegetação para servir de uso da fauna e controle de substâncias.

As plantas retiradas serão utilizadas como adubo. De acordo com a bióloga da Amma, Wanessa Castro, destacou que a instituição acompanha e mede a qualidade da água e na última análise não havia alterações que indicassem a poluição e nem a morte de peixes.

“Nós não constatamos o lançamento clandestino na água. Nós constatamos a diminuição do volume de água com relação a matéria orgânica que é acarriada pela água da chuva”, informou.

Apesar das informações dadas pela Amma, segundo o delegado responsável Luziano Carvalho, a delegacia de Meio Ambiente da Polícia Civil acredita que há irregularidades e está investigando se há ou não indícios de poluição.

“O surgimento destas plantas têm ligação com a poluição. A polícia civil irá requisitar ao instituto de criminalística para que se faça análise dessas águas para verificar se a poluição está em níveis que possam causar danos à saúde e perecimento da fauna aquática”, informou.

Ainda de acordo com o delegado, ele irá retornar ao local e está acompanhando para saber se há crime ambiental.

Com informações do G1.

  • Leia também:

Comentários